30 de maio de 2020 - 06:05

Cultura

A Festa dos Santos Reis, tradição de Juscimeira.

Gilda Portella I Caderno Cultura

A Festa dos Santos Reis, tradição de Juscimeira.


Hoje é o dia de Santo Reis
Anda meio esquecido
Mas é o dia da festa
De Santo Reis
Hoje é o dia de Santo Reis
Anda meio esquisito
Mas é o dia da festa
De Santo Reis...
(Trecho da musica “A Festa do Santo Reis” de Tim Maia)
Eles chegam tocando, cantando, dançando e rezando ao som das flautas de
pífano, zabumba, pandeiros, triângulos, reco-reco e violão, e na mão a
bandeira da Folia dos Santos Reis, enfeitada de símbolos religiosos e fitas
coloridas. Eles vão levando cânticos de alegria e amor, orações musicadas,
danças em forma devoção e fé, as improvisações poéticas dão sabor e tom
performático para que devotos e foliões experimentem a força que os
revigorará na caminhada de onze dias celebrando o nascimento do menino
Jesus.
A riqueza das praticas e das representações culturais e religiosas demanda
que os foliões expressem suas sensibilidades devocionais com o corpo. O seu
corpo é a matéria viva que ora respira, ajoelha e levanta, ora emociona,
transpira, canta, dança e reza e assim estabelece relações com a comunidade,
com a identidade e a memória coletiva.
A festa popular folclórica de Juscimeira começa dia 26 de dezembro na
residência do Quincas, onde há uma lapinha (presépio), onde se reza o terço,
faz-se a louvação á Nossa Senhora Aparecida; tudo isso ao som de musicas
sagradas e ancestrais, os fogos de artifícios deixam a atmosfera mais
emocionante e contagia os corações. Os olhos dos foliões e devotos ficam
marejados de emoção e amor durante a cerimônia. O clima sagrado e profano
envolve a todos que irmanados em único sentimento de fraternidade e devoção
ao Santos Reis. Depois das orações é servido um jantar para todos os
presentes.
A festeira deste ano é Gisely F. de C. Mendonça, filha do folião e devoto
Joaquim Ferreira de Carvalho, o Quinca. O mestre Quinca acompanha a festa
de religiosidade e manifestações culturais, desde a infância. Já se vão quase
50 anos de dedicação a folia dos Santos Reis que se mantém viva em seus
costumes e crenças revelando a identidade cultural e a memória do seu povo.
A Bandeira com a Folia dos Santos Reis sai nos dias seguintes e percorre a
região entre as cidades de Dom Aquino e Juscimeira, visitando as residências
nos dois municípios. Marca a festividade os cânticos aos Santos Reis, o
recolhimento dos donativos geralmente gêneros alimentícios com o qual fará
um jantar no dia 06 de Janeiro no salão de festa das Obras kolping.
O jantar distribuído gratuitamente a todos os devotos e foliões que
comparecem pra ver a lapinha e rezar o terço. Logo a seguir é feito a coroação
do festeiro do ano seguinte. A festeira Gisely explica como funciona a coroação
da Folia de Santos Reis: “os próprios foliões escolhem o festeiro, se alguém
tem algum voto ou alcançou alguma graça também pode ser festeira. Sou
devota desde criança, tenho uma promessa com Santos Reis dou um jantar a

eles todos os anos inclusive é amanha o jantar na minha casa, moro em Santa
Elvira pertinho de Juscimeira”.
Tomei a liberdade de chamar de mestre Quinca porque vem ensinando sua
família e adeptos a dar continuidade ao ritual da folia de Santos Reis. Vi
crianças, jovens e membros da Comunidade Bom Jesus trocando experiências
ao se apresentar durante a missa domingueira da matriz de Juscimeira.
Estudiosos da cultura popular dizem que os foliões são especialistas populares
que reconstroem, readaptam, resignificam as representações, as apropriações
e praticas a dinâmica da vida na cidade. Manifestam a sua fé através de rituais
que incluem diversas expressões (musicais, performances e plásticas)
constituem-se assim um importante recurso da historia cultural, historia das
religiões, oral e do patrimônio imaterial brasileiro que deve ser salvaguardado
não só pelos órgãos oficiais (municipal, estadual ou federal) mas também pela
comunidade local, verdadeira detentora do saber e da qual depende a efetiva
pratica pela transmissão para as futuras gerações


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.