23 de outubro de 2019 - 17:57

Cultura

Projetos sociais da PJC

Valorização da Vida foi o principal tema abordado durante o mês da Campanha Setembro Amarelo de Sensibilização e Prevenção ao Suicídio
 

 

Valorização da Vida. Este foi o principal tema abordado pela Polícia Civil durante o mês da Campanha Setembro Amarelo de Sensibilização e Prevenção ao Suicídio. Por meio da Coordenadoria de Polícia Comunitária e Projetos Sociais, foram realizadas ações na Capital e interior do estado que ultrapassaram a marca de 1 mil atendimentos somente na segunda quinzena de setembro.

As principais ações preventivas buscaram compartilhar informações, esclarecer, conscientizar, estimular o diálogo e abrir espaço para tirar o assunto da invisibilidade e, assim, mudar essa realidade.

No dia 18 de setembro, cerca de 150 alunos do nono ano da Escola Estadual Paciana Torres e adolescentes dos programas “Fortalecimento de Vínculo” e “Siminina” da região do Residencial Coxipó participaram de palestra que abordou o tema prevenção do suicídio e a importância de fazer esse alerta, para que a família e educadores possam se envolver sobre a temática de valorização da vida.

O palestrante o investigador Ademar Torres destacou que atuação nas escolas com a abordagem sobre esse tema não se esgota no mês de setembro. “Frequentemente temos recebido demandas para poder atender e fazer essa discussão nas escolas contra as violências como o bullying e sensibilização também contra o suicídio”, disse.

Durante a 9ª edição do Projeto Bairro Integrado na Escola Estadual Ubaldo Monteiro, no bairro Jardim dos Estados em Várzea Grande, realizado no dia 20 de setembro, duas palestras com a temática foram ministradas para 70 os alunos do ensino fundamental e médio nos dois períodos.

No evento, a Polícia Civil também realizou a confecção de Boletim de Ocorrência, além de marcar presença com o mascote Bom Dog do programa “De cara limpa contra as drogas” que foi a sensação para mais de 400 alunos do período matutino.

Os projetos sociais seguem os devidos protocolos a fim de garantir que os participantes das ações (alunos, professores, aos pais e/ou responsáveis e outros atores sociais), compreendam sobre a importância da prevenção das violências como o bullying, bem como acerca do uso indevido de drogas lícitas e ilícitas, objetivando engajamento no apoio às atividades preventivas com base na filosofia da responsabilidade compartilhada.

De Bem Com a Vida

O projeto De Bem Com a Vida, que surgiu com objetivo de fazer o enfrentamento coletivo dos problemas relacionados ao consumo de álcool por adolescentes realizou um diálogo formativo, com a comunidade escolar, da Escola Estadual André Maggi em Rondonópolis para 230 alunos e professores do ensino médio fazendo um importante alerta sobre o abuso de bebidas alcoólicas que potencializam o cometimento do suicídio.

O evento, chamado de Ação Integrada preventiva “Amigos da Escola”, contou com o apoio da Feconseg, do deputado estadual delegado Claudinei e da Polícia Militar.

De Cara Limpa Contra as Drogas

O projeto De Cara limpa Contras as Drogas atua nas escolas da rede pública e visando conscientizar crianças e adolescentes sobre os malefícios decorrentes do uso de substâncias entorpecentes. Entre os dias 25 e 27 de setembro, foram ofertadas palestras sobre drogas para 125 jovens aprendizes do Senac em Cuiabá.

Rede Digital pela Paz

O projeto Rede Digital pela Paz, criado com intuito de envolver alunos de diversas idades e escolas como forma de fomentar uma cultura de paz, com ações voltadas a prevenção das violências esteve presente nos dias 18 e 19 deste mês no IFMT.

O evento reuniu 205 alunos, 32 servidores e 54 pais, promovendo um ciclo de rodas de conversas, palestras e discussões sobre a questão da valorização da vida, tendo o foco no suicídio, bem como as ameaças que ocorreram junto a comunidade acadêmica do referido instituto de educação.

O investigador Edmir Sena, atual gerente do projeto além de abordar temáticas, como violência contra mulher, Bullying e Cyberbullying, relatou que a Polícia Civil foi cientificada a, mediante a lavratura de vários boletins de ocorrência dessas situações e está tomando as devidas providência requeridas em cada caso..


 


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.