27 de julho de 2021 - 00:31

Educação

21/07/2021 09:16

Cuiabá cita novas cepas e descarta retomada das aulas em agosto

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), afirmou na tarde desta terça-feira (20), que está mantida a decisão de retorno das aulas presenciais em Cuiabá somente após a imunização de todos os profissionais da educação. Pinheiro explicou que enviou um projeto lei à Câmara Municipal para que seja apreciado pelos parlamentares.

“Acho totalmente fora de propósito anteciparmos as aulas para quem já esperou até agora, antes de terminar a imunização dos profissionais. Aqui em Cuiabá a decisão já está tomada. O projeto lei já foi encaminhado para a Câmara e só entendo possível a retomada das aulas após todos os profissionais estiverem imunizados, inclusive, respeitando prazo de 15 dias após a segunda dose”, disse o prefeito durante o manifesto de apoio à chegada da ferrovia em Cuiabá.

No início do mês, o Ministério Público Estadual ingressou na Justiça e requereu, em pedido liminar, a suspensão do retorno das aulas presenciais condicionado à vacinação de todos os profissionais que atuam nas unidades escolares em Cuiabá. “Já esperamos até agora. Fizemos um ano e meio com aula remota. Não é o ideal, mas fizemos de tudo para manter o ensino e aprendizagem ao alcance de todos os 54 mil alunos da rede pública de ensino. Agora, por causa de 60 dias, nós podemos recompor isso, criar mecanismos para não causar nenhum prejuízo às crianças”, acrescentou.

O prefeito também citou o caso de uma nova variante que foi detectada em Cuiabá, após a realização da Copa América.  “Vivemos ameaças de novas variantes, ameaças sazonais para elevação do número de casos. Então,  não podemos brincar. Até porque ainda vivemos o fantasma de novas variantes fruto da Copa América que não está devidamente esclarecida. Então voltar às aulas agora é altamente temerário e aqui em Cuiabá minha posição está tomada”, argumentou Emanuel.


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.