02 de março de 2021 - 10:58

Eventos

Coalizão Negra Por Direitos organiza ato nacional

Coalizão Negra Por Direitos organiza ato nacional pela manutenção do auxílio emergencial e por vacina para todos
 
Em Cuiabá, ato será na Praça da Mandioca
Na próxima quinta-feira, 18 de fevereiro 
 
O Coletivo Negro Universitário da UFMT (CNUUFMT), o Instituto de Mulheres Negras de Mato Grosso (IMUNE) e a União dos Negros pela Igualdade (UNEGRO) e organizam ATO PÚBLICO na Praça da Mandioca, como parte do movimento nacional organizado pela Coalizão Negra Por Direitos.
O ato acontecerá às 18 horas, em frente à Casa das Pretas, COM FAIXAS, CARTAZES E OUTROS SÍMBOLOS DA NOSSA RESISTÊNCIA AO GOVERNO GENOCIDA. O Imune convida a todos, todas e todes para esta iniciativa em favor daqueles que estão passando fome.
A MOBILIZACÃO É NACIONAL! 
 
Serão realizados atos em todo o país, exigindo a criação de ações de combate à miséria, como a implementação do auxílio emergencial estadual e municipal, a retomada do auxílio emergencial federal de R$ 600 até o fim da pandemia e a vacinação em massa para todas e todos pelo Sistema Único de Saúde.
O Coletivo Negro Universitário da UFMT é um dos componentes da Coalizão Negra por Direitos, organização formada por 200 entidades dos movimentos negros de todo o país.
O mundo ultrapassou a marca de 106 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 e mais de dois milhões e trezentos mil óbitos. No Brasil, oficialmente, passamos de 9,5 milhões de casos e mais de 230 mil vítimas fatais, número que corresponde a mais de 10% das mortes pela doença em todo o planeta. 
O Brasil é o segundo país no mundo que mais tem mortes em decorrência da pandemia. A cada grupo de mil pessoas, uma morreu por complicações causadas pelo novo coronavírus no país. A maioria dessas vidas poderia ter sido poupada, caso o governo brasileiro tivesse adotado os procedimentos recomendados pela Organização Mundial da Saúde - OMS. Um ato deliberado que conduziu uma tragédia humanitária, provocado por decisões políticas da presidência.
 

A Coalizão Negra por Direitos exige:

 
- Ampla cobertura vacinal;
- Imediata retomada do Auxílio Emergencial até o fim da pandemia e consequente aprovação de uma Renda Básica permanente, sem prejuízo do Bolsa Família;
- Fortalecimento dos Benefícios de Prestação Continuada; 
- Atendimento a todos os protocolos de proteção determinados pela Organização Mundial de Saúde enquanto perdurar a pandemia;
- Erradicação da política genocida do governo contra a população negra e indígena;
- Fim da Emenda Constitucional 95 que retirou investimentos da saúde e provocou o sucateamento do Sistema Único de Saúde - SUS (perdemos 18 bilhões de investimentos somente em 2019).
 
 
Mais informações: (65) 9255-6863
 

Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.