20 de agosto de 2018 - 10:34

Saúde

18/05/2018 10:37

Profissionais da saúde apresentam avanços e os desafios do REDOME em Mato Grosso

No dia 22 de maio, a partir das 8 horas, no Auditório Milton Figueiredo da Assembleia Legislativa, será realizado evento sobre os avanços e desafios do Redeome no Estado, com palestras e debates entre profissionais da área da saúde e a sociedade em geral.

O evento é promovido pelo MT Hemocentro e conta com a parceria do Redome, do Inca, da Assembleia Legislativa do Estado e da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Os participantes receberão certificado de quatro horas emitido pela Escola de Saúde Pública do Estado. O Redeome é o registro nacional de doadores de medula óssea criado pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), do qual o  Mato Grosso faz parte com cadastro estadual de doares de medula óssea. 

A programação começa às 8 horas com apresentação cultural; em seguida a representante do Inca, a médica Danielli Cristina Muniz de Oliveira, que é coordenadora técnica do Registro Nacional de Doadores Voluntários e de Receptadores de Medula Óssea. A médica vai relatar a história do Redome e apresentar os novos desafios para o transplante de medula óssea. A palestra seguinte será sobre o registro nacional em Mato Grosso e as propostas para este ano, apresentada pela gerente de doação de sangue do MT Hemocentro, Juliana Silva.

De acordo com a diretora do MT Hemocentro, Silvana Salomão, os doadores voluntários e os profissionais que contribuíram para o registro e o desenvolvimento dos transplantes no Brasil serão homenageados durante o evento. “A homenagem é uma forma de agradecimento pelo importante papel social de salvar vidas, por meio de gesto de amor doando a medula óssea”.

O Hemocentro tem um espaço específico para atender aos doadores de medula, na unidade de Captação de Doadores, na Rua 13 de Junho, 1055, no bairro Porto, em Cuiabá, que funciona segunda à sexta-feira, das 07h às 17h30, e na unidade de coleta do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá, na Rua General Vale 182, no Bairro Bandeirantes, que funciona de segunda a sexta feira até as 16 horas.

Em Mato Grosso existem 61.863 doadores cadastrados no Redome e 127 receptores. No Brasil estão cadastrados 4.559.473 doadores e existem 850 pacientes em busca de doador compatível. Com mais de 3.700 milhões de doadores cadastrados mundialmente, o registro nacional é o terceiro maior banco de doadores de medula óssea do mundo. Também reúne todos os dados dos voluntários à doação para pacientes que não possuem um doador na família. A chance de se identificar um doador compatível, no Brasil, na fase preliminar da busca é de até 88%, e ao final do processo, 64% dos pacientes têm um doador compatível confirmado.

Para ser doador de medula óssea é preciso ter entre 18 anos e 55 anos de idade, porém quanto mais jovem maior o tempo de permanência no banco nacional de doadores. É importante ainda manter a fidelização do doador e a atualização do seu cadastro, em caso de mudança de endereço. O evento sobre o Redome está previsto em lei estadual 9.807/12, e é de autoria do deputado estadual Ondanir Bortolini, que institui a Semana Estadual da importância da Conscientização da Doação de Medula Óssea.

Participe do evento fazendo a inscrições pelo link: https://goo.gl/forms/NzDnDgJSiyT3HysA2. 


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.