20 de setembro de 2021 - 15:29

Artigos

28/04/2020 21:29

Tempos de confinamento.

Em tempos de confinamento devido a Pandemia de COVID-19, e com tantas
informações que se tem obtidas, demorei para escrever sobre isso porque
expressar um opinião, necessitava avaliar muitos aspectos.
Antes de mais nada precisava de um reflexão profunda, olhar mas longe dos
muros do meu próprio confinamento, sair da minha própria perspectiva e
tentar nem que seja um pouco olhar a perspectiva de milhões de pessoas
por esse planeta na condições mais adversas possíveis.
E depois tentar essa perspectiva, me remeti ao passado e me possibilitei
recordar a história do que a humanidade já havia passado ao longo dos
tempos.
Depois de revistar a História, a única palavra que vem na minha cabeça
nesse momento é a de Esperança! E chego à conclusão que uma pessoa
quando acorda precisa ter esperança para se manter com a perspectiva.
Meus amigos, estamos em meio a uma tormenta, isso é claro, mexeu com
as nossas certezas congelou nossas expectativas e nos obrigou a parar e
ver que nesse planeta mais que a individualidade está o conjunto.
A terra parou e para a Pandemia que nos assola, não existe fronteiras ou
estrangeiros, somos frágeis diante disso tudo. Mas isso não é nenhuma
novidade para humanidade que enfrentou ao longo de sua História a
descoberta de muitas enfermidades, pestes, etc.
O problema é que não existiam vacinas em diversas fases de
acometimento das mais diversas enfermidades que humanidade enfrentou e
ela se viu obrigada a se readaptar e enfrentar a situação.
Até o momento, não existe vacina contra o Coronavirus, não existe uma
previsão concreta de quando a teremos. Não digo que não se deva ter
medidas para tentar evitar contagio, mas está claro que não podemos estar
confinados eternamente.
O problema nos arrebatou as certezas, e mesmo os mais experientes em
lidar com crises no mundo ficaram sem respostas, aqui não estamos para
jogo de quem sabe mais ou menos, o mundo está em luto é verdade e cada
vida ceifada, não é somente uma estatística, não estamos para mediocrizar a
existência tão pouco à vida, mas sejamos sinceros, deixamos as ideologias,
e até mesmo as nossas perspectivas.
Estar em casa por tempo indeterminado isolados é a solução? Sabemos que
a vacina não virá de maneira imediata, então convido a todos a tentar olhar
um pouco fora do seu próprio confinamento.

Vamos tentar olhar o confinamento de milhares de famílias que não
possuem o tal planejamento financeiro ou as reservas que podem possibilitar
a alimentação diária aos seus, olhamos o confinamento das milhares das
pessoas que cada dia olham as geladeiras se esvaziarem e sabem que não
chegarão ao final do mês.
Não amigos, não venho com esse texto defender a economia por em cima
de qualquer vida, mas quando você sai da sua perspectiva talvez consiga
compreender que a famosa palavra usada tanto nos dias de hoje chamada
empatia, ela não vive sozinha não é?
A Economia não pode ser tomada como uma vilã mais próxima, ao contrário
todos nós a necessitamos equilibrada como tudo na vida , o equilíbrio é a
base!!
Uma economia devastada representa milhões de pessoas sem empregos e
com a vida consequentemente também comprometidas. Estamos diante de
uma situação devastadora, como passaram nossos antepassados em muitas
ocasiões.
O mundo parou, mudou, e nosso comportamento também terá que se
adaptar a nova situação, não existe vacina, mas não podemos ficar
eternamente em casa. Então teremos que encontrar medidas para que
possamos sair e tentar evitar o contágio, sejam mascaras, luvas e uma
distância um pouco maior entre as pessoas, um investimento maior na saúde
para que os contraia o vírus possam serem tratados com todo suporte que é
necessário. Mas o certo que estar em casa isolados não resultará na derrota do
vírus.
Em tempos de confinamento cada um passa sua tormenta de maneira
diferente, alguns com a geladeira cheia, alguns aproveitam pra estudar, ler,
outros trabalham com seu computadores e uma super banda larga, isso tão
pouco é ruim aos que podem fazer isso, é maravilhoso.
Mas existem outras milhões de pessoas que passam seu confinamento de
maneira diferente, as geladeiras estão vazias, o aluguel está vencendo, não
possuem internet, tão pouco um computador para trabalhar online, ou
simplesmente seus trabalhos não são vinculados a essas tecnologias.
Não existem vilões, existem barcos diferentes nesse confinamento, mas todos
eles são importantes, seus argumentos não podem ser considerados uma
loucura ou sem razão!
A sabedoria ajuda atravessar as crises mas é a esperança que nos faz acordar
todos os dias e superar todos os desafios.
Guerrear nossas ideologias políticas, as teoria de conspiração ou nos cerrar
em nosso próprios muros não resolverá o problema, sejamos todos mais
empáticos, aqui já não se trata de ganhar ou perder.

Perdemos todos nesses momentos, perdemos os dias em família, os abraços
dos amigos, perdemos a presença dos nossos avós, perdemos o sorriso,
perdemos a espontaneidade não deixemos que o vírus nos faça perder ainda
mais, sejamos fortes , sejamos unidos e não percamos a esperança de que
dias melhores virão!

Erivany Marques Bispo Matos
Barcelona ,23/04/2020


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.