03 de março de 2024 - 00:04

Brasil

13/02/2024 06:03

Brasil é o destino de mais de 200 mil turistas estrangeiros neste Carnaval

Estimativa da Embratur é de que os viajantes gastem pelo menos R$900 milhões em serviços, gerando renda e movimentando a economia

O turismo se tornou um dos pilares da economia brasileira, graças ao esforço do Governo Federal, em 2023, de restabelecer suas relações internacionais e retomar políticas públicas que refletem, por exemplo, na melhoria da segurança. Além disso, o Ministério do Turismo (MTur) e a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) desenvolveram diversas estratégias para divulgar o Brasil para o mundo como um destino atrativo, diverso e seguro. 

O resultado é que o turismo representa 7,8% do Produto Interno Bruto (PIB) do País, segundo o Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), movimentando R$752,3 bilhões anualmente na economia. E, em 2023, os turistas estrangeiros que visitaram o Brasil deixaram o valor recorde de quase US$ 7 bilhões, o equivalente a cerca de R$ 35 bilhões, segundo o Banco Central do Brasil (BCB). O número é 1,5% maior que o de 2014, ano em que o País sediou a Copa do Mundo. 

Atrair turistas de fora do País é a principal missão da Embratur. Para o carnaval, a expectativa é receber pelo menos 200 mil viajantes estrangeiros. “Esses turistas vão deixar, no Brasil, R$900 milhões. No carnaval, vamos conseguir três coisas importantes: emprego, renda e alegria”, afirmou o presidente da Agência, Marcelo Freixo, ao programa A Voz do Brasil.

Para além da contribuição do setor para a economia, o dinheiro gasto pelos turistas em serviços, como hospedagem, alimentação e passeios, reflete também a geração de emprego e renda. “O turismo não é só lazer. Quando eu falo que o turismo cresceu, eu falo que foi bom para o motorista de táxi, do Uber, para o vendedor do mate na praia, para o dono da pensão, para o garçom. É uma cadeia de trabalho muito democrática”, argumentou Freixo. 

A estimativa do MTur e da Embratur é de que o setor gere, atualmente, oito milhões de empregos no País, sendo parte deles a primeira oportunidade de um ou uma jovem para ingressar no mercado de trabalho. É a segunda atividade que mais emprega, atrás apenas da construção civil, segundo o Ministério. 

De acordo com o MTur, é esperada uma alta de até 15% nos lucros durante o carnaval, com destaques para cidades como Belo Horizonte (BH), Rio (RJ) e Recife (PE). Os dados são da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). 

A pasta menciona ainda que esses benefícios são percebidos pela população, que elencou o turismo como a segunda atividade econômica mais importante do País, na pesquisa “Tendências de Turismo” realizada pelo MTur. Outro dado é que o setor é percebido como importante em todos os atributos avaliados, como geração de emprego e renda (88%), economia do país (88%) e desenvolvimento regional (84%).

Em janeiro de 2024, na 44ª edição da Feira Internacional de Turismo (Fitur), realizada em Madri, na Espanha, o Brasil recebeu o prêmio de Melhor Destino Turístico para se visitar. “O Brasil não é só sol e praia. É também cultura, natureza, comida, gastronomia. O Brasil tem uma diversidade de coisas, que vai da Amazônia ao Rio Grande do Sul”, disse o presidente da Embratur. 

MTur Itinerante 
Desde 2023, a pasta tem uma ação constante para aproximar o Governo Federal dos estados e municípios, o projeto “MTur Itinerante”. O objetivo é levar a todas as localidades orientações de apoio ao setor, por exemplo, como conseguir crédito para financiar empreendimentos turísticos privados em condições especiais do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), que proporciona financiamentos para obras, aquisição de máquinas e equipamentos e a obtenção de capital de giro. Em 2023, o Fungetur concedeu R$1,2 bilhão em créditos.

Outra política levada pelo MTur é a formalização de atividades turísticas no Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos), que garante aos trabalhadores benefícios, como o acesso ao Fungetur, por exemplo. O Cadastur soma 158,2 mil inscritos no País.

Tanto para a Embratur como para o MTur, um dos desafios do setor é aprimorar a quantidade de voos e rotas disponíveis para turistas brasileiros e estrangeiros. Por essa razão, a pasta atua em conjunto com empresas aéreas para fortalecer o programa “Conheça o Brasil: Voando”. “A cooperação já resultou, por exemplo, no anúncio de uma robusta malha aérea para a alta temporada de verão no Brasil, que conta com mais de 90 novas rotas nacionais e internacionais”, informou o MTur. 

Por: Agência Gov
Texto: Daniella Cambaúva 
Edição: Thays de Araújo


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.