21 de setembro de 2021 - 06:36

Cidades

27/08/2021 07:02

Nível do Rio Paraguai em Cáceres (MT) pode chegar a 40 cm e atingir o menor nível desde 1965

Nível continua na zona de atenção para mínimas nas demais estações.

O nível do Rio Paraguai, em Cáceres (MT), está atingindo os menores valores mínimos considerando toda sua série histórica de dados, desde 1965, conforme o monitoramento hidrológico do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM). A previsão para a cota mínima ao final do período seco é que o rio oscile próximo ao nível de 40 cm em Ladário.

O nível, segundo a instituição, continua na zona de atenção para mínimas nas demais estações.

Em Goiás, Tocantins e leste de Mato Grosso, nos rios Manuel Alves, Araguaia, Caiapó, Claro, a precipitação acumulada de todo o ano hidrológico não só ficou abaixo da média de 20 anos para toda a bacia, mas é a mais baixa de toda a série.

Moradores fazem travessia do Rio Paraguai a pé — Foto: Reprodução

Em relação à bacia do rio Paraguai, atualmente, a precipitação no ano hidrológico também é a mínima desde 2000/2001, sendo 34% abaixo da média.

Pelo segundo ano consecutivo, o rio Paraguai, que drena a Bacia do Alto Paraguai e o bioma Pantanal, vem apresentando valores de nível d’água significativamente abaixo da média.

Barcos ficam no seco após baixa no nível do Rio Paraguai em Cáceres (MT) — Foto: Divulgação

Barcos ficam no seco após baixa no nível do Rio Paraguai em Cáceres (MT) — Foto: Divulgação

Com tendência de declínio de seu nível até o mês de outubro, quando normalmente termina o processo de vazante, o rio Paraguai preocupa em todas as estações monitoradas pelo (SGB-CPRM).

O comportamento dos rios na bacia vem confirmando o prognóstico divulgado pelo órgão desde o início de junho, quando ficou claro que o processo de vazante havia iniciado antecipadamente em 2021.

Rio Paraguai em Cáceres — Foto: Divulgação

Rio Paraguai em Cáceres — Foto: Divulgação


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.