06 de julho de 2022 - 22:16

Cidades

20/04/2022 08:24

ACDHAM desenvolve trabalho altamente solidário para construção de moradias para famílias carentes em Mato Grosso

Instituição prioriza ações que visem o benefício das famílias carentes que anseiam por casa própria. É uma iniciativa inédita de ação comunitária no Estado de Mato Grosso

Benedito Albuquerque

Da Reportagem

 

A Ong ACDHAM – Associação Comunitária de Habitação do Estado de Mato Grosso, sediada à Rua C, Qd 4 – nº 21 no bairro Novo Paraíso, em Cuiabá-MT, foi fundada em 03/01/1996, é uma Instituição Privada sem fins lucrativos. Atualmente é presidida por Emídio Antônio de Souza, um de seus sócios-fundadores.

Esta instituição objetiva, basicamente, viabilizar meios, canalizar condições para que haja a maior interação possível de esforços concentrados entre todos os entes federativos (União, Estados e Municípios), enfim, Entidades Classistas, Empresariado e toda a sociedade civil e organizada em geral, para se criar condições e procurar se atenuar essa delicada questão da falta de moradias em Mato Grosso.     

O presidente Emídio é antenado a essas causas sociais das comunidades mais carentes e, que possuem forte apelo popular e emocional, principalmente, com as famílias que sofrem as consequências da delicada e estratégica questão do déficit habitacional, um dos seríssimos problemas estruturais do país. Afinal, todas as pessoas, com especial ênfase às famílias de baixa renda, necessitam de uma moradia, uma casa para abrigar os seus entes queridos.

Emídio lembra que, no ano de 1986, estava preocupado com o abrigo de aproximadamente 400 famílias que foram despejadas dos bairros Praeirinho e Barbado, localizados na região da Avenida Beira Rio, em Cuiabá. Ele recorda que participou de uma reunião na época com o então prefeito de Cuiabá, Dante de Oliveira, juntamente com o saudoso Bié, entre outras lideranças do movimento comunitário. E que todas as famílias foram transferidas para o Loteamento, atualmente, bairro Novo Paraíso. Disse ainda que os moradores se reuniram, solidariamente e conseguiram construir 105 casas padrão no sistema mutirão.      

No ano de 1990, Emídio já reconhecidamente um líder comunitário, foi chamado para ajudar nas campanhas vitoriosas do governador Jaime campos, do senador Júlio Campos, do deputado federal José Augusto Curvo (Tampinha) e do deputado estadual Gilmar Fabris.

Atuação comunitária

Emídio já totalmente envolvido no movimento comunitário, apoiado por amigos do segmento, em 1991, resolveu disputar as eleições para a associação de moradores do bairro Novo Paraíso 2, para o cargo de presidente, sagrando-se vencedor através de 76% dos votos válidos, uma esmagadora maioria. Já no ano de 1992, cerca de 365 famílias sem teto fizeram a ocupação de 109 hectares de terras, na zona rural (anexo ao bairro Novo paraíso 1), sendo que naquela oportunidade, chegou a ordem de despejo expedida pela 7ª Vara da Fazenda Pública.                                                                                                                                 

Em 28/02/1992, os moradores realizaram uma Assembleia Geral, em que foi deliberado para que o Emídio de Souza assuma a Coordenação Geral dos Trabalhos. O novo coordenador resolveu que, a partir daquele momento, procurariam os políticos que os moradores do bairro haviam dado suporte na eleição daquele ano (deputado estadual Gilmar Fabris, deputado federal José Curvo (Tampinha). Emídio lembrou que esses políticos sempre apoiaram os moradores do bairro e que foi assim que surgiu o bairro Novo Paraíso 2 Atualmente, os bairros do Novo Paraíso 1 e 2, englobam uma região densamente povoada com mas de 15 mil habitantes. E foi a partir da explosão populacional desses dois bairros, que houve a necessidade da criação da ACDHAM (Associação Comunitária de Habitação do Estado de Mato Grosso), para fortalecer as associações de moradores dos bairros, em busca de regularização fundiária urbana e rural.

“No início foi tudo muito difícil, houve muitas perseguições políticas para que nós desistíssemos, mas, com muita luta, dedicação e compromissos assumidos por nós, associados, estamos vencendo o preconceito. Já superamos várias etapas organizacionais na associação e continuaremos avançando” afirmou o presidente da ACDHAM, Emídio de Souza.

 

Emídio Antônio de Souza foi reeleito em 20/02/2022, para o cargo de diretor- presidente da ACDHAM – Associação Comunitária de Habitação do Estado de mato Grosso, para o quadriênio 2022/2026. Ele está cumprindo com a atual gestão, 8 mandatos alternados.

 

Projetos a serem implantados

A ACDHAM possui vários projetos em fase de execução, prontos para beneficiar 2815 famílias de baixa renda em Cuiabá MT, “esperarmos que as autoridades políticas e empresariais se sensibilizem com o sofrimento de milhares de famílias que necessitam de moradia digna”, alertou Emídio de Souza.

“O déficit habitacional de Mato Grosso, atualmente, é bem expressivo e a Lei Federal nº 13.465, de 11/07/2017, veio para se criar condições de construção de moradias para o atendimento das famílias de baixa renda e, também, para a regularização fundiária de imóveis em zonas urbanas e rurais, mas, as autoridades públicas estão fazendo vistas grossas, pois estão enrolando todo o processo”, destacou o presidente Emídio.

Ações Vitoriosas da ACDHAM

Emídio explicou que “já tem aprovadas pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso e já sancionadas pelo governador Mauro Mendes, 20 mil unidades habitacionais em Mato Grosso, para dar início ainda neste ano, mas, essas obras sequer foram licitadas. Esperamos que em breve possamos avançar com casas próprias para mais de 70 mil casas populares no Estado de Mato Grosso e, para atender todos os níveis”. 

Políticas Públicas    

A sociedade mato-grossense, principalmente, a cuiabania, precisa se organizar através da ACDHAM – Associação Comunitária de Habitação do Estado de Mato Grosso, que é legitimamente constituída por várias lideranças comunitária, para cobrar políticas públicas das autoridades políticas e privadas, que criem condições para a construção de moradias para famílias de baixa renda. Devemos nos unir em 2022, elegendo parlamentares comprometidos com essa causa”, ressaltou o presidente da ACDHAM, Emídio de Souza.                                                           

Serviço – Emídio Antônio de Souza, natural de Chapada dos Guimarães MT. É casado, ensino médio completo, possui curso de associativismo e cooperativismo.  É Mestre de Obras e, atualmente, é um pequeno empresário  varejista do ramo alimentício (açougue).


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.