14 de novembro de 2018 - 04:52

Cultura

Segunda edição do Coaching KIDS em Cuiabá será no SG Gestão de Pessoas

Coaching é sim um processo aplicado para as crianças e adolescentes. Que fiquem atentos, neste sentido, os pais, professores, psicólogos e demais profissionais que se preocupam com a educação. No próximo dia 21 de novembro ocorrerá em Cuiabá no auditório da SG Gestão de Pessoas, a segunda edição do curso, no qual será passada a metodologia do Coaching KIDS. O treinamento terá 4 horas de duração, das 14 às 18 horas.

A facilitadora Mara Suassuna, mestre em psicologia e master coaching, uma referência nacional na área de desenvolvimento humano, é autora do livro “Coaching KIDS – Estabelecendo metas para uma educação para a vida”, sendo sua metodologia baseada na obra. Foi através de sua experiência, com mais de 20 anos atuando como psicóloga clínica e organizacional, em Goiânia, que ela observou um nicho para atuar com crianças e adolescentes, voltado ao direcionamento da vida.

Mara destaca que a criança  está no processo de  desenvolvimento neural e social, e os pais e educadores, obviamente exercem importante papéis na formação, mas não devem forçar na autonomia das crianças e adolescentes, no sentido da escolha do que desejam ser no futuro. Na sua visão é comum os pais inspirarem pelo exemplo, como também é prática muitos forçarem a criança a decidir o que quer ser quando crescer.  

O que diz Mara Suassuna pode ser na pratica assim: o filho ou a filha pode ter a mãe, uma médica famosa, como sua inspiração, porque a mesmo conquistou fama, dinheiro e vários prêmios na atividade. Por outro lado, não é boa prática os pais forçarem um perfil não alinhado ao comportamento dos filhos. Isso pode causar infelicidade, frustração, ansiedade, depressão e um número crescente de profissionais com habilidades técnicas boas, mas com atuações medíocres, por executarem o que na realidade não condiz com seus desejos, mas que foram obrigados, de certa forma a buscar a qualificação para satisfazerem os anseios dos seus pais.

 

Livro e método

Mara escreveu em 2015 o livro “Coaching KIDS” e através do método tem auxiliado de forma comprovada pais, psicólogos, educadores, e profissionais da área de desenvolvimento humano, inclusive coaches, que lidam com o público alvo a trabalharem de forma mais eficaz. A própria publicação é o material utilizado no curso, sendo que cada participante terá o seu livro.

A profissional deixa claro que o processo de Coaching “não é igual terapia, e sim um processo do presente para o futuro”. Isso passa, entretanto, pelo empoderamento da criança e do adolescente, estimulando o que fazem bem e valorando suas qualidades; pelo que os deixam felizes; pela quebra de suas crenças limitantes; pela responsabilização e disciplina; pelo equilíbrio nos relacionamentos; pelo alinhamento dos seus valores e pela descoberta de seus potenciais.

O importante, na sua análise é que os filhos não sejam meros reprodutores do que os pais desejam. É um treinamento com métodos e ferramentas que comprovadamente auxiliam, através de uma fácil aplicação, a ter um relacionamento mais equilibrado e feliz. Pais e educadores terão maiores facilidades na orientação dos pequenos sobre assuntos como: autodesenvolvimento, metas, como colocar em prática os planos, responsabilização, disciplina, quebra de crenças limitantes, felicidade e alinhamento de seus valores.

 

Sobre o método

O método e ferramentas utilizados tornam-se um caminho suave, em 20 lições, aplicadas através do livro “Coaching KIDS”, um guia passo a passo, para o desenvolvimento e direcionamento do futuro próspero e positivo. São orientações teóricas, que junto com a prática do treinamento instruem na aplicação do método caso a caso.  A reflexão que o método possibilita, através de um diário de atitudes, em que a criança e o adolescente devem colocar em prática, até chegar ao objetivo. “São pontuados a vida da criança na escola, na família e com os amigos”. Todos os participantes da oficina receberão o livro para aplicarem efetivamente.

É trabalhado no Coaching KIDS dimensões espirituais e escolares da criança e adolescente, para que eles reflitam sobre o que eles são hoje e o que querem ser amanhã, bem como o que devem fazer para conseguir isso.

“Os pais e educadores devem acompanhar os sonhos das crianças e ajudarem a traçar e realizarem, sem autoritarismo, num diálogo construtivo”, destacou Mara Suassuna, mostrando a importância de se desenvolver a escuta ativa e respeitosa dentro do universo dos pequenos. “Não se pode subestimar o conhecimento tácito da criança”, ponderou a mastercoach.

Mara deixa claro, por exemplo, que uma criança de quatro anos pode não ter dentro dela, de forma concreta a definição de caminhos, mas ao invés de determiná-los os pais podem ajudar nas escolhas dialogando mais, conversando com as crianças e levando-as a sentir as experiências e não ser meras reprodutoras das ordens.

O processo de descobertas é importante para a qualidade de vida da criança e do adolescente, e isso evita até mesmo a autoestima baixa, que pode levá-los até mesmo a ser futuras vítimas de bullying.

 

Informações sobre a facilitadora

Mara Suassuna – psicóloga, mastercoach, palestrante em nível nacional e escritora, Graduada em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (1999), pós-graduada em Administração de Empresas pela FAAP/SP, especialista em Gerontologia e Saúde do Idoso-UFG e mestre em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (2011), doutoranda em Educação, pela UNINI- México; Diretora da Prospecta Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Diretora do Instituto de Desenvolvimento Humano e Coaching- IDHC. Master Coach pelo IBC - Instituto Brasileiro de Coaching com 4 Certificações Internacionais (BCI, GCC, IAC e ECA), atua com Self Coaching, Professional Coaching, Executive Coaching e Business Coaching. Analista de Perfil Comportamental Assessment e DISC, formação em Practitioner de PNL (INAP), Eneagrama, escritora e palestrante de nível nacional. Possui experiência de 20 anos na área de gestão de pessoas em Empresas Nacionais e Multinacionais, e em psicologia clínica e organizacional. Presidente da Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Goiânia.

 

Local e preço

O Curso Coaching KIDS está sendo realizado em Cuiabá, pela segunda vez, pelas empresas Prospecta – Gestão e Desenvolvimento de Pessoas e o Instituto EcoGente – Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Socio-Ambiental.

Sueli Batista, mastercoach, diretora do Instituto EcoGente,  diz que desde que conheceu o método o considerou muito eficaz e faz questão de realizar o curso, com a própria autora do livro Coaching KIDS, oportunizando ao público a interatividade com uma grande expert no assunto.

Nesta edição Sueli manteve contato com a diretora da SG Gestão de Pessoas, Silvana Gomes para que a empresa fosse parceira, juntamente com a Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais – BPW Cuiabá.

A parceria possibilitou não só o local adequado para o curso, mas também condições especiais com desconto de  20%, para quem é da BPW Cuiabá, e clientes das empresas realizadoras e parceira.

O Curso custa R$ 500,00, incluso o livro, e pode ser dividido em até quatro vezes no cartão de crédito. 

 

Informações e inscrições

Data: 21 de novembro de 2018

Horário: 14h00 às 18h00

Local: SG Gestão de Pessoas - Av. Historiador Rubens de Mendonça (Av. CPA), 352- Bairro Baú- Cuiabá-MT.

Fones: 65- 3644.2257 - 99610.2257 -  3623.1274 - 99981.3389 – 99972.9348


Exposição Bença

Sabedoria e religiosidade popular invadem Misc com exposição "Bença"

Reforçada pela importância da celebração da Consciência Negra, ao longo de novembro, a exposição se caracteriza também por levar o conhecimento dos lares para dentro do Museu

 

 

 

Entremeadas à cerâmica, poesia e pintura, plantas de proteção e cura se fundem às composições da mostra “Bença”, aberta para visitação a partir desta segunda-feira (5) no Museu de Imagem e do Som de Cuiabá (Misc). Resgatando o imaginário circundante a avós Marias, Chicas, Detinhas e Franciscas - que abençoam sem olhar a quem, por meio de suas práticas de benzeção - a exposição coletiva reverencia o saber popular, abraçado pela dimensão do divino e de todos os guardiões invisíveis.

As obras são fruto de processos artísticos rotineiros dos participantes, a maioria praticante de religiões de matriz africana. Ali, contudo, há espaço para a fé católica, ligada ao desenvolvimento destas religiosidades no Brasil, e a fé evangélica, propagada pela palavra de Deus. “Todas as expressões ligadas a este universo estão contempladas. É como se fossem dois mundos diferentes, aqui e ali, sempre representados nos trabalhos”, explica uma das curadoras, Paty Wolff.

Diferentes vivências reuniram, além dela, nomes como Karla Mesquita, Éder Marques, Célia Soares, Lindalva Alves, João Almeida, Gilda Portella e Hermínio Nhantumbo. Sob a mesma temática, estreantes e veteranos aliaram esculturas em madeira, cerâmica, fotografia, telas e poesia. “Trazemos desde a reverência que os filhos pequenos e adultos fazem, quando pedem “bença” até às bênçãos que pedimos no nosso íntimo, para algo maior.”

Embora trabalhe usualmente com temas diversos, Paty conta que é quase impossível ignorar este recorte, uma vez que ela é admiradora da maioria dos rituais representados ali.  A mistura também se conecta com as reflexões sobre si e suas relações de ancestralidade. Diante disso, a artista levou para o Misc vasos de hortelã, alecrim e manjericão, usados tanto na culinária, quanto para chás e banhos especiais, explicitando a relação entre o ser e a natureza.

Rodeada por mini rostos de argila e bocas suturadas com cobre, a peça “Tem Benças Que Não Pode Ser Ditas” carrega também uma mensagem crítica. “É como se esse conhecimento fosse censurado, por ser tido como maligno e visto com preconceito. Por isso elas têm as bocas costuradas. Todo mundo faz seus chás, tem suas plantas, mas muitas vezes não fala porque há essa barreira, reforçada pela indústria farmacêutica. Então toda essa sabedoria vai se perdendo”, diz.

Reforçada pela importância da celebração da Consciência Negra, ao longo de novembro, a exposição se caracteriza também por levar o conhecimento dos lares para dentro do Museu. “É um esforço relevante em um momento de fragilidade política nos setores da cultura. Queremos ocupar este espaço para valorizar experiências diferentes, que levem o público para dentro de si. A visitação é um momento para uma experiência íntima e ao mesmo tempo pública, porque fica exposta.”

“Bença” foi inaugurada na quinta-feira (01), sucedendo a mostra LGBTQI+ “Viver É Um Ato Político: Nossa Arte é Nossa Voz”, instalada no Museu entre setembro e outubro, e o Encontro Municipal de Mulheres Negras, realizado no último dia 27. Nesse contexto, o Misc reafirma seu compromisso com a diversidade, consolidando o papel da gestão de manter um espaço democrático e acessível a todos, dando oportunidade para que diferentes artistas ocupem o casarão e promovam seus trabalhos. 

Livre para todos os públicos, a exposição não oferece conteúdo de violência ou tom sexual, e fica aberta até o dia 31, das 8h às 11h e das 13h às 17h. Mais informações podem ser obtidas por meio do número (65) 99253-1234.


Exposição Bença

Exposição Coletiva “Bença”

“-Bença mãe,bença pai,bença vó!”Crer na bença é crer na materialidade dos gestos das palavras de quem profere as palavras de proteção. “Ao consagrar esta exposição à rememoração desse ritual de proteção, os artistas aqui reunidos” -Karla Mesquita, Éder Marques, Célia Soares,Lindalva Alves, Paty Wolff, João Almeida, Gilda Portella e Hermínio Nhantumbo - “celebram várias práticas ao mesmo tempo, sob o signo da benção. Práticas religiosas de salvaguarda, práticas de cura que combinam empiria e metafísica, práticas familiares de proteção, entre outras. A benção, em qualquer circunstância, é bálsamo para sofrimentos (Ludmila Brandão, crítica de arte)”.

Através de umasensibilidade aflorada por suas práticas e vivências,num pedido íntimo e público de bença os artistasvoltam-se com homenagens e inspirações, para a Vó Maria, Vó Francisca, Vó Chica e Vó Detinha, avós queproferem bença sem olhar a quem,portanto, avós universais.A coletiva terásua abertura no dia 01 de novembro de 2018,a partir das 19 horas no MISC (Museu da Imagem e do Som de Cuiabá) e seguirá com visitação até 31 de novembro de 2018, das 8h às 11h e das 13h às 17h.Informações: (65) 99253-1234.

 

 

 


Três dias de concerto no Teatro Zulmira, com entrada a 1 kg de alimento

O fim de semana no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros (Assembleia Legislativa) será embalado com muita música: cinco horários entre sexta (26) e domingo (28), para a plateia se deliciar com repertórios que variam entre Frédéric Chopin (música erudita) a Fernando e Sorocaba (dupla sertaneja). E quaisquer das apresentações com ingresso social: 1 quilo de alimento não perecível.

Isso tudo no 6º Concerto Solidário do Conservatório Musical Dunga Rodrigues, cujo objetivo é divulgar um repertório erudito e popular. O repertório contará ainda com Mozart, Zequinha de Abreu, Luiz Gonzaga, Bruno Mars, entre outros. Serão peças executadas nas seguintes expressões musicais: bandinha rítmica infantil; piano (solo e a quatro mãos); violino; e conjunto de câmaras e bandas com ukulele, violão, guitarra, contrabaixo, bateria e canto.

O evento é uma parceria entre o Dunga Rodrigues, o Teatro Zulmira e a Sala da Mulher (braço social da ALMT), que repassará os alimentos arrecadados a entidades filantrópicas cadastradas. O concerto terá performances de alunos e de professores do conservatório realizador.

Organizadoras do evento convidam plateia para programação eclética

“São três dias de música com bandas, com canto, com performances maravilhosas ao piano, com crianças mostrando seus talentos...”, convida, orgulhosa, a proprietária do Conservatório Dunga Rodrigues, Edith Seixas.

A diretora do Teatro Zulmira Canavarros e da Sala da Mulher, Daniella Paula Oliveira, vê como uma honra tal iniciativa. “Nosso maior projeto é congregar cultura e arte à solidariedade!”, resume.

A programação está assim dividida:

Sexta-feira (26): às 20h - Piano I;

Sábado (27): às 14h – Piano infantil e Bandinha Rítmica; às 16h – Canto e Bandas I; às 19h – Canto e Bandas II;

Domingo (28): às 19h – Piano II e Violino.

Mais informações, pelos telefones (65) 3621-1339 ou 9 9677-1339.


Documentos do Período Colonial viram patrimônio cultural da Unesco

Cerca de dois mil documentos manuscritos da Superintendência de Arquivo Público, unidade ligada à Secretaria de Estado de Gestão, referentes à Capitania de Mato Grosso do período Colonial (1768-1822), passaram a integrar o Registro Nacional do Brasil do Programa Memória do Mundo (MOW) da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O acervo representa os registros da comunicação de quatro fortificações do período.

“Este é um reconhecimento da importância histórica desse acervo não apenas para a  memória local, mas para a memória nacional  e  mundial, haja vista que passa a compor o patrimônio  documental  arquivístico do mundo. Um presente para o Estado de Mato Grosso que  comemorou este ano 270 anos da criação da Capitania de Mato Grosso”, explica a superintendente do Arquivo, Vanda da Silva.

O programa tem como objetivo garantir a preservação do patrimônio documental que tem um significado mundial e incentivar a preservação do patrimônio documental de importância nacional e regional. Memória do Mundo é a memória coletiva e documentada dos povos do mundo, que representa a maior parte do patrimônio cultural mundial.

O acervo ficou entre os dez selecionados após avaliação de 29 outros conjuntos de documentos. Um fator importante na seleção foi a organização dos arquivos de acordo com a Norma Brasileira de Descrição Arquivística (Nobrade), seguidas à risca pela equipe do Arquivo Público.

Conforme a superintendente, a intenção agora é digitalizar os documentos e colocar no site do Arquivo Público. Já está sendo esboçada uma parceria com a Editora da Universidade Federal de Mato Grosso (EduUFMT) para publicar os documentos em um catálogo.

Será publicada uma portaria do Ministério da Cultura (MinC) nominando os documentos como memória do mundo. Haverá ainda uma cerimônia que marcará a entrega oficial do registro em dezembro deste ano, no Rio de Janeiro.

Documentos históricos

Os quatro acervos contêm manuscritos de autoridades civis e militares que, durante o período colonial utilizavam os fortes para proteção das fronteiras e para comunicação.  O Fundo Forte Nossa Senhora da Conceição (1768-1783) possui 168 documentos que retratam as ações da época.

Inicialmente, fundando em 1760 pelo capitão-general da capitania de mato Grosso, Antonio Rolim de Moura, como presídio de Santa Rosa, anos depois a construção foi chamada de Forte de Nossa Senhora da Conceição. Por volta do ano de 1776 o forte já estava arruinado e pouco acima dele foi erguido o Real Forte Príncipe da Beira.

O Fundo Real Forte Príncipe da Beira (1770-1820) possui 1.318 documentos que contam a história do papel de proteção da fronteira e armazenamento para os comerciantes da rota Guaporé/Amazonas pela Companhia Geral de Comércio do Grão-Pará e Maranhão. O Real Forte Príncipe da Beira foi fundado em 1776, localizado às margens do rio Guaporé, no atual estado de Rondônia. A construção foi tombada como patrimônio histórico em 1950.

Fundo Forte de Coimbra (1775-1822) contém 933 documentos. Fundado em 1775, durante o governo de Luis de Albuquerque de Mello e Cáceres, com o nome de presídio de Nova Coimbra.  Com 197 documentos, o Fundo Presídio de Miranda (1797-1822) foi erguido em 1797 à margem direita do rio M´boteteí (atual rio Miranda), afluente do rio Paraguai.


Nova portaria prorroga prazos para realização das Conferências Municipais de Cultura

Municípios e coletivos culturais obtêm mais tempo para realização dos encontros e envio de propostas
 

A Comissão Organizadora da IV Conferência Estadual de Cultura estendeu os prazos para realização das Conferências Municipais, Intermunicipais, Regionais e Setoriais de Cultura. A nova portaria foi publicada no dia 18 de outubro no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso. Acesse AQUI.

Para a realização das Conferências Municipais e Intermunicipais realizadas pelos municípios o prazo foi prolongado para o dia 20 de outubro. A portaria anterior estabelecia que o limite seria 30 de setembro.

Já os coletivos culturais não governamentais poderão realizar as Conferências Livres/Setoriais de Cultura entre os dias 20 e 31 de outubro de 2018. 

Com a prorrogação das datas de efetivação das Conferências Municipais, os municípios e coletivos culturais ganharam também um prazo maior para o envio das propostas debatidas em seus encontros à Comissão Organizadora da Conferência Estadual.  Agora, a data limite para o encaminhamento dos relatórios será o dia 31 de outubro, para os municípios, e o dia 05 de novembro, para os coletivos culturais.

A Comissão Organizadora da Conferência Estadual é composta por servidores da Secretaria de Estado de Cultura – SEC, representantes do Conselho Estadual de Cultura, da Comissão Intergestores Bipartite e do Fórum Permanente de Cultura. A reunião que deliberou a nova portaria foi realizada no dia 16 de outubro, na sede Secretaria.
 
Luciano Carneiro, Paulo Traven, José Adriano de Souza, Marciel Freitas, Cybelle Bussiki e servidores da SEC em reunião no dia 16/10.

Para o secretário de Estado de Cultura, Gilberto Nasser, a decisão da Comissão Organizadora em adiar por alguns dias a realização das Conferências Municipais possibilita que mais municípios ofereçam contribuições para a cultura. “Vamos ter muito mais pluralidade nas diretrizes a serem propostas para as políticas culturais de Mato Grosso”, comemora Nasser. 

A Conferência Estadual

A Conferência Estadual de Cultura é a instância de participação social que tem como objetivo propor diretrizes, estratégias, programas e ações para as políticas culturais numa articulação entre os governos estadual e municipais e a sociedade civil organizada.

As Conferências Municipais devem acontecer anteriormente para que sejam providenciadas a eleição de delegados e a construção de propostas a serem apresentadas na Conferência Estadual, que ocorrerá nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro. 


Morre aos 90 anos o Nobel de Química Osamu Shimomura

Químico e biólogo marinho japonês morreu na cidade de Nagasaki. Em 2008, ele foi premiado por descobrir e desenvolver proteína verde fluorescente.

O químico e biólogo marinho japonês Osamu Shimomura, agraciado em 2008 com o Prêmio Nobel de Química pela descoberta e desenvolvimento da proteína verde fluorescente (GFP), morreu aos 90 anos, informou nesta segunda-feira (22) a imprensa local.

Shimomura, que ganhou o prêmio junto com os americanos Martin Chalfie e Roger Tsien, morreu na cidade de Nagasaki, no sudoeste de Japão, no dia 19 de outubro, segundo o jornal Asahi.

O japonês foi a primeira pessoa que em 1962 isolou e descreveu a proteína verde fluorescente de um exemplar de gelatina cristal (Aequorea victoria), uma medusa bioluminiscente.

A descoberta permitiu criar uma ferramenta que os pesquisadores usam para rastrear o movimento de moléculas dentro de uma célula.

Filho de um capitão do exército imperial japonês, Shimomura nasceu em 27 de agosto de 1928 na cidade de Fukuchiyama (centro), embora tenha sido educado na antiga Manchúria (nordeste da China), Osaka e Nagasaki, onde trabalhava em uma fábrica de munição quando a segunda bomba nuclear foi lançada pelos EUA no dia 9 de agosto de 1945.

Em 1951 se graduou na Escola de Farmácia de Nagasaki como o primeiro da sua turma. Quatro anos depois entrou para fazer parte como estudante pesquisador na Universidade de Nagoya (centro), onde seguiu sendo professor associado de Química até sua morte.

Em 1960 embarcou em uma viagem aos Estados Unidos que lhe levaria junto com sua mulher, Akemi Okubo (também química orgânica e companheira das suas pesquisas), à Universidade de Princeton e a sua revolucionária descoberta.

Após receber o Nobel, Shimomura continuou com sua pesquisa em sua residência nos EUA, mas nos últimos tempos tinha voltado a Nagasaki para se recuperar depois que sua saúde piorou no ano passado, segundo informou a emissora pública "NHK".


Maior ponte marítima do mundo é inaugurada na China

Construção de 54 km de extensão levou nove anos para ficar pronta e custou 14 bilhões de libras

Depois de nove longos anos de construção, a ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, na China, finalmente está pronta e agora é a maior ponte marítima do mundo. Com 54 quilômetros de extensão, ela será oficialmente aberta para o tráfego nesta quarta-feira (24/10). Ligando Hong Kong, Zhuhai e Macau, a estrutura é a maior construída em mar e também a 6ª maior ponte em amplitude no mundo. Para ergue-la, foram necessários 420 mil toneladas de aço, o equivalente a 60 torres Eiffel. Cerca de 130 bilhões de yuans, o equivalente a R$ 68 bilhões, foram investidos.
Resistente, a estrutura suportaria terremotos de magnitude 8, um super tufão e ataques de embarcações de grande porte. Todo o complexo consiste em um ligamento de três pontes estaiadas, um túnel submarino e duas ilhas artificiais. 

A novidade foi amplamente comemorada pelos locais, que agora contam com menos tempo de deslocamento entre as 11 cidades - segundo a CNN, cerca de 68 milhões de pessoas serão beneficiadas. Segundo o secretário para os Transportes e Habitação de Hong Kong, Frank Chan Fan, o trecho entre Zhuhai e o aeroporto internacional de Hong Kong, por exemplo, irá diminuir de quatro horas para 45 minutos. 
O presidente chinês, Xi Jinping, fará uma cerimônia de abertura nesta terça (23/10). 


Farmácia de manipulação deseja expandir para a cidade de Confresa

Já com 46 pontos distribuídos pelo Brasil, sendo 24 franquias e 22 lojas próprias, a rede Farmácia Artesanal deseja agora expandir suas atividades para a cidade de Confresa. A rede ultrapassou os R$ 70 milhões de faturamento em 2017.

"Nossa meta é alcançar 50 unidades franqueadas nos próximos dois anos. Estamos há 37 anos no mercado e queremos oferecer nossos serviços para os mato-grossenses. Nosso objetivo está em atender as necessidades particulares de cada pessoa. Possuímos processos tecnológicos modernos e eficazes, além de matéria-prima de qualidade e com procedência certificada", conta Evandro Tokarski, presidente da Farmácia Artesanal.

Atualmente, a rede está presente nos estados de Goiás, Tocantins, Pará e em Minas Gerais. A Farmácia Artesanal oferece todo o suporte para a abertura e gestão de uma farmácia de manipulação. Os interessados não precisam necessariamente ser do mercado da saúde. "Nós oferecemos toda a nossa experiência de anos no mercado. Estamos aptos a construir empreendedores de sucesso", diz Tokarski.

A rede oferece ao franqueado o direito ao uso da marca, treinamento teórico e prático, projeto arquitetônico exclusivo da loja e do laboratório, linha exclusiva de produtos Marca Própria e o acompanhamento de Consultoria de Campo que dá toda a orientação na implantação e execução dos padrões e estratégias da rede.

Além disso, a rede conta com um modelo de Franquia de Conversão de Marca, onde é possível transformar uma farmácia de manipulação já existente no mercado, no modelo Farmácia Artesanal. Neste caso, é um modelo de investimento voltado para empresários que já possuem um negócio em operação. De acordo com Tokarski, essa é a modalidade mais rápida e de menor custo de investimento. "O empreendedor continua sendo o dono do seu negócio. Ele vai mudar a bandeira, fachada, processos e a gestão no modelo Farmácia Artesanal. Isso, com certeza, vai alavancar seus resultados e a rentabilidade do negócio", finaliza.

A Farmácia Artesanal está inserida no segmento de Saúde, Beleza e Bem-Estar, que teve o melhor desempenho no setor de Franchising, de acordo com pesquisa realizada pela ABF (Associação Brasileira de Franchising). O segmento cresceu 12,10% em relação ao levantamento divulgado em 2017, enquanto a rede Farmácia Artesanal cresceu 29,80% no mesmo período.

MODELOS DE FRANQUIA *

RAIO X - NOVA LOJA

Investimento total: A partir de R$ 350.000,00

Taxa de franquia: A partir de R$50.000,00 (incluso no investimento total)

Prazo de retorno do investimento: a partir de 28 meses

Faturamento médio mensal: de R$50.000,00 a R$200.000,00

Lucro mensal: Acima de 20%

Capital de giro: A partir de R$30.000,00 (incluso no investimento total)

Taxa de royalties: 5%

Taxa de marketing: R$ 750,00 mensal

RAIO X - CONVERSÃO

Investimento Total: A partir de R$110.000,00

Taxa de franquia: A partir de R$50.000,00 (incluso no investimento total)

Prazo de retorno do investimento: a partir de 10 meses

Faturamento médio mensal: de R$ 50.000,00 a R$200.000,00

Lucro mensal: Acima de 20% Taxa de royalties: 5%

Taxa de marketing: R$ 750,00 mensal

* Números sujeitos a alteração conforme o mercado/cidade/situação econômica


Inscrições gratuitas para consultorias e workshop de economia criativa

Capacitações gratuitas para artistas e empreendedores criativos

Assessoria SEC/MT 

Mato Grosso Criativo
A | A

A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) está com inscrições abertas para dois eventos de qualificação em economia criativa, que ocorrerão de 15 a 17 de outubro. 

No dia 15 de outubro, será realizado o Workshop sobre Arranjos Produtivos Locais, no Cine Teatro de Cuiabá. Quem ministrará o workshop é o gestor cultural e sociólogo, Cesar Piva, diretor executivo da Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais – cuja trajetória será explanada aos participantes do curso. 

O workshop visa oferecer informações que possam ajudar os produtores culturais locais a identificar e manter vínculos com outros atores locais, como Governo, associações empresariais, instituições de crédito e de ensino e pesquisa. Também haverá a exibição do filme “O Menino no Espelho”, do diretor Guilherme Fiuza Zenha. 

Nos dias 16 e 17 de outubro, das 9h às 18h, a Casa Cuiabana será anfitriã da quinta edição do projeto Territórios Criativos, que consiste em levar consultorias de economia criativa a espaços de convivências artísticas. Nesta quinta edição serão oferecidas as consultorias: Como tornar sua marca reconhecida, Elaboração de projetos e projetos culturais e Minha criatividade, meu portfólio. Cada empreendedor ou grupo (caso possua) terá disponível uma hora de atendimento com o consultor do tema escolhido para apresentar seu negócio ou projeto. 

Tanto para o workshop quanto para as consultorias, as inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site www.sympla.com/matogrossocriativo.

As capacitações são realizadas pelo Programa Mato Grosso Criativo e contam com o apoio do Sebrae/MT. Além dessas duas iniciativas, o Programa desenvolve outros projetos de consultorias para artistas e empreendedores criativos. Neste mês, o projeto Economia Criativa na Estrada leva ainda as consultorias para os municípios de Primavera do Leste, nos dias 22 e 23, e de Nova Xavantina nos dias 25 e 26 de outubro.

Serviço

Eventos: 
Workshop Arranjos produtivos Locais, dia 15 de outubro
Consultorias de Economia Criativa, dias 16 e 17 de outubro

Inscrições e mais informações:  
www.sympla.com/matogrossocriativo

 

 

Assinatura de contrato garante reabertura e manutenção de museus na capital

Termos de colaboração foram celebrados para reabertura do Museu de Arte Sacra e manutenção do Museu Casa Dom Aquino.
 
A | A

A reabertura do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso e a manutenção do Museu de História Natural Casa Dom Aquino foram formalizadas nesta quinta-feira (11.10) com a assinatura dos contratos de gestão dos respectivos museus pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.

Para o Museu de Arte Sacra, a Secretaria de Estado de Cultura firmou o termo de colaboração de vigência de cinco anos com a Organização da Sociedade Civil (OSC) Associação dos Produtores Culturais de Mato Grosso, no valor total de R$ 2.880 milhões. Com o primeiro repasse de R$144 mil a ser realizado em até 10 dias após a assinatura, a OSC iniciará as ações imediatas para a reabertura do museu.

Segundo Viviene Lozi, diretora e presidente da OSC responsável pelo Museu de Arte Sacra, com esse primeiro repasse serão realizadas as reformas iniciais e adequações de acessibilidade para que o prédio tenha condições de receber a população.  Ao mesmo tempo será feito também o inventário do acervo, catalogando todas as peças disponíveis no espaço. 

A assinatura do termo de colaboração possibilitou que a OSC  participe de alguns editais que irão complementar o recurso a ser disponibilizado pelo Governo do Estado. “Já tomamos conhecimento de editais como o Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) e do BNDES. Vamos tentar outras formas para ajudar no processo da gestão do espaço”, ressaltou Viviene Lozi.

O termo de colaboração para gestão e preservação do Museu de História Natural Casa Dom Aquino foi celebrado com o Instituto ECCOS, no valor total de R$ 4.560 milhões, também pelo prazo de cinco anos.  Como o museu já está aberto, a primeira parcela do recurso, no valor de R$ 192 mil, vai assegurar a solução de problemas estruturais no espaço e a plena execução das atividades. 

 “O aporte inicial vai possibilitar um leque de programação no espaço, tanto enquanto museu como enquanto ponto de cultura. Agradecemos a oportunidade de continuarmos a trabalhar e reconhecemos o esforço do Governo do Estado e da Secretaria de Estado de Cultura para que o museu continue de portas abertas ao público”, expressou Cleide Arruda, presidente do Instituto ECCOS, no ato de assinatura. 

Para o Secretário de Estado de Cultura, Gilberto Nasser, a assinatura dos termos de colaboração com as duas OSCs são consideradas uma meta de sua gestão. Há pouco mais de seis meses à frente da pasta de cultura, o secretário agradeceu a paciência dos envolvidos e comparou o acontecimento à realização de um sonho dele e de toda a sociedade.

“Reiteramos a alegria imensa que sentimos em poder realizar isso pra comunidade. Tenho certeza que essas OSCs  vão oferecer um excelente trabalho de gestão nesses dois espaços de museu para que a comunidade possa vivenciar a cultura em nossa capital”, finalizou Nasser. 


Bebês da UTI neonatal de hospital em Porto Alegre viram super-heróis para comemorar o Dia das Crianças

Por Janaína Lopes, G1 RS

 

 

 
Equipe médica organizou a ação, para transformar os pequenos pacientes da UTI neonatal em super-heróis — Foto: Divulgação/Divina Providência Equipe médica organizou a ação, para transformar os pequenos pacientes da UTI neonatal em super-heróis — Foto: Divulgação/Divina Providência

Equipe médica organizou a ação, para transformar os pequenos pacientes da UTI neonatal em super-heróis — Foto: Divulgação/Divina Providência

 

Aos três dias de vida, Enzo já é um super-herói. Em uma ação da equipe da UTI neonatal do Hospital Divina Providência, em Porto Alegre, os 13 bebês internados ganharam roupinhas temáticas, para celebrarem o Dia das Crianças com a família. Com a atividade, inédita na instituição, os médicos e enfermeiros quiseram mostrar aos pais que seus bebês têm a força de um super-herói, para se recuperarem logo e sairem a UTI com saúde.

"Quando abriu as portas da UTI neonatal com todos os profissionais nos esperando, senti em primeiro momento amor, fiquei muito emocionada ao ver meu filho sem o tubo de respiração, lutando pra respirar sozinho. E com uma capa de Batman, como um super-herói, que ele já é desde que nasceu", conta a mãe Greice Queli Scapini, de 30 anos, que acompanha o filho, internado após ter nascido com dificuldades respiratórias.

 
Greice com o pequeno Enzo, de três dias, vestido de Batman  — Foto: Arquivo Pessoal Greice com o pequeno Enzo, de três dias, vestido de Batman  — Foto: Arquivo Pessoal

Greice com o pequeno Enzo, de três dias, vestido de Batman — Foto: Arquivo Pessoal

De acordo com a coordenadora da UTI neonatal, médica Cristina Rosa Medina de Melo, momentos como esse ajudam a estimular a confiança dos pais, e fortalecer os bebês, no período delicado de recuperação. "É muito importante na recuperação do bebê. Tentamos nos colocar nos lugar dos pais e sabemos que esse momento é muito incerto, gera muita ansiedade expectativa. Para nós também, comos médicos, é como se eles fossem nossos pequenos heróis", analisa.

 

Na profissão há mais de 20 anos, a médica observa que o contato e o toque dos pais com os filhos é fundamental para a plena recuperação dos pequenos. "Fortalece porque o bebê tem a confiança de que, quando sair de lá, vai ser recebido com carinho e amor", afirma.

 
 
Bebês da UTI neonatal do Divida Providência viram "super heróis" no Dia das Crianças
G1 RS
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Bebês da UTI neonatal do Divida Providência viram

Bebês da UTI neonatal do Divida Providência viram "super heróis" no Dia das Crianças

 

No Santo Antônio, visita de heróis

Já no Hospital da Criança Santo Antônio, também em Porto Alegre, os mais de 150 pacientes foram visitados pelos super-heróis. Pelo terceiro ano consecutivo, a empresa Executar Alpinismo Industrial, fantasiados de super-heróis, desceram as paredes da instituição, saudando as crianças pelas janelas.

 
Ação acontece pelo terceiro ano consecutivo no Hospital da Criança Santo Antônio — Foto: Dierli Santos/Santa CasaAção acontece pelo terceiro ano consecutivo no Hospital da Criança Santo Antônio — Foto: Dierli Santos/Santa Casa

Ação acontece pelo terceiro ano consecutivo no Hospital da Criança Santo Antônio — Foto: Dierli Santos/Santa Casa


Facebook diz que hackers roubaram dados de 29 milhões de usuários

Hackers atuaram numa brecha de segurança divulgada no mês passado

OFacebook disse nesta sexta-feira (12/10) ter confirmado que os hackers que atuaram numa brecha de segurança divulgada no mês passado acessaram as contas de cerca de 30 milhões de pessoas e roubaram nome e detalhes de contato de 29 milhões.

De acordo com a empresa, do total de pessoas atingidas pela invasão, 15 milhões tiveram nome e detalhes de contato revelados, incluindo número de telefone, e-mail ou ambos, dependendo das informações disponíveis em cada conta. No caso de outras 14 milhões de pessoas, os invasores acessaram os mesmos dois conjuntos de dados de contato, bem como outros detalhes em seus perfis, nome de usuário, gênero, local/idioma, status de relacionamento, religião, cidade natal, cidade atual reportada, data de nascimento, tipos de aparelhos usados para acessar o Facebook, educação, trabalho, 10 últimos check-ins ou locais em que a pessoa foi marcada, website, pessoas ou páginas que a pessoa segue e as 15 pesquisas mais recentes.

Para acessar os dados, os hackers exploraram uma vulnerabilidade de código do Facebook que existiu entre julho de 2017 e setembro de 2018. A vulnerabilidade foi resultado de uma complexa interação de três diferentes falhas de software e impactou a funcionalidade “Ver Como“, que permite às pessoas verem como seus perfis aparecem para outras pessoas. Isso permitiu que os invasores roubassem tokens de acesso ao Facebook, que foram usados para que eles pudessem ter acesso às contas das pessoas. Tokens de acesso são como chaves digitais que mantêm as pessoas logadas no Facebook para que não precisem digitar novamente sua senha toda vez que acessam o aplicativo.

Ao todo, segundo a rede social, cerca de 30 milhões de pessoas tiveram os tokens roubados, mas um milhão delas não tiveram os dados roubados pelos hackers, por isso a invasão de dados propriamente atingiu 29 milhões de usuários.

"As pessoas podem checar se foram afetadas visitando nossa Central de Ajuda. Nos próximos dias, enviaremos mensagens customizadas a cada uma das 30 milhões de pessoas afetadas para explicar quais informações os invasores podem teracessado, bem como medidas que elas podem tomar para ajudar a se proteger, incluindo de emails maliciosos, mensagens de texto ou chamadas telefônicas", informou Guy Rosen, vice-presidente de Gerenciamento de Produto do Facebook, por meio de nota.

Outros serviços
Ainda de acordo com a empresa, o ataque não atingiu outros produtos administrados pelo grupo, como Messenger, Messenger Kids, Instagram, Oculos, Workplace, Páginas, pagamentos, aplicativos de terceiros ou contas de desenvolvedores ou anunciantes. "Enquanto investigamos outras formas pelas quais as pessoas que estão por trás deste ataque usaram o Facebook, bem como a possibilidade de ataques em menor escala, continuaremos a cooperar com o FBI [a Polícia Federal dos EUA], a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos, a Comissão de Proteção de Dados da Irlanda e outras autoridades", acrescentou Rosen.

Fonte:Época


Fort e Comper engajados nas ações pela saúde e solidariedade

A 1ª Corrida Fort Outubro Rosa e Caminhada pela Saúde Comper foram realizadas com objetivo de incentivar hábitos saudáveis, conscientizar sobre a prevenção do câncer de mama e a prática da solidariedade. As  empresas  integram  o Grupo Pereira, que atua no estado de Mato Grosso há quase quatro décadas.  A renda com as inscrições da Corrida será doada integralmente para a MTMamma - Associação de Apoio a Pessoas em Tratamento e Pós-tratamento do Câncer de Mama de Mato Grosso e  os  alimentos arrecadas com as inscrições da Caminhada serão doados para a AACC – Associação dos Amigos das Crianças com Câncer. Os eventos ocorrem no dia 11 e 12 de outubro.

Os vencedores da 1ª Corrida Fort Outubro Rosa na categoria feminina foram: primeiro lugar, Sirley Tayane Pereira  com o tempo de 41m23; segundo lugar, Cleide Rocha com 42m08 e o terceiro lugar, Ana Karen C Goulart com 43m33. Na categoria masculina os vencedores foram: primeiro lugar – Urias Yostaque Lima com o tempo de 28m42; segundo lugar, Fernando da Silva com 28m48 e o terceiro lugar, Mayk Caique Santana H Neves com de 31m37.  

A premiação para as duas categorias foi: 1º - lugar vale compras no valor de R$ 500,00;  2º - lugar vale compras no valor de R$ 300,00 e 3º - lugar vale compras no valor de R$ 200,00, medalhas e troféus. O percurso foi de  8,5km com largada do pátio da loja  de Várzea Grande e a chegada foi na loja da av. Fernando Correa (Coxipó). Cada atleta concorreu de forma individual.

A atleta Maria do Carmo Ferreira subiu no pódio para receber uma homenagem especial, pois tem 80 anos, completou o percurso e distribuiu sorrisos. A receita para essa vitalidade, segundo ela é se alimentar bem, praticar esporte  e fazer tudo com amor.

A Caminhada da Saúde iniciou às 7H e teve o percurso saindo do parque Massaro Okamura até a  loja Comper CPAI.  Os participantes foram recebidos na chegada com delicioso lanche, música, dança e muita animação.

 


Mulheres de negócios promovem “Dia das Crianças fora de Série”

 

Imagine um evento surpresa para 140 crianças que vivem em zona de assentamento, na área rural de Nossa Senhora do Livramento, região pantaneira. A Associação de Mulheres de Negócios e Profissionais-BPW Cuiabá promove dia 13 de outubro, das 14 às 17 horas, na Cidade de Maria  a primeira edição do projeto  “Dia das Crianças Fora de Série”.

Foi atendendo ao convite da idealizadora da “Cidade de Maria”, Iracema Caldas, que a presidente das BPW Cuiabá, Zilda Zompero teve a iniciativa de realizar o projeto, e para isso contou com o apoio de mais de 50 madrinhas, que são todas associadas da ONG Feminina.  Com o recurso doado pelas mesmas, foi possível comprar presentes para todas as crianças de 3 a 13 anos. Elas receberão também um dia de muito entretenimento com  brinquedos: pula-pula, piscina de bolinhas etc... carrinho de pipoca, algodão doce, sorvete, cachorro quente, kits de guloseimas.

Dentre as atrações o Rato Tunico, que trabalhou no Programa do Ratinho, o Papai Noel Pantaneiro que aparecerá fora da época, com seu projeto de inclusão literária, e recreadores da Cia da Pipoca, com palhaços fazendo truques, malabaristas e mímicos.

Através das associadas foram conseguidos também sapatos para sorteios, bolo,picolés, kit de guloseimas e água. As empresas Cia do Bolo, Comper e Água Mineral Puríssima estão dentre os apoiadores.

Zilda Zompero disse estar muito emocionada com o engajamento das associadas em relação ao projeto. Como a BPW em nível nacional recomendou que a organização trabalhe com mulheres e adolescentes na área rural, a ação de responsabilidade social será um ponto de partida para um canal de diálogo com as mães das crianças, que será o público alvo de projetos focados no empreendedorismo que ocorrerão no local em 2019.

A presidente da Federação das Associações de Mulheres de Negócios e Profissionais- BPW Brasil, elogiou o projeto. Ela disse no grupo oficial da organização que gostaria de “chamar a atenção para o impacto social deste projeto da BPW Cuiabá. E muitas me perguntam: mas a BPW não tem que trabalhar só com mulheres? Esclareço: a BPW tem os projetos para mulheres e também tem projetos de responsabilidade social, que é o caso deste projeto Dia das Crianças Fora de Serie. Excelente ideia. Além de tornar 140 crianças mais felizes, imaginem a visibilidade e simpatia que a BPW Cuiabá conquistará. Além, é claro do engajamento, sentido  e propósito para as associadas. Parabéns á BPW Cuiabá e a certeza de que será uma atividade grandiosa”.

Sueli Batista, conselheira superior da BPW Cuiabá e da BPW Brasil disse que é preciso uma maior aproximação da BPW com as mulheres rurais, e que a Cidade de Maria oferece uma boa logística para que se inicie projetos muito interessantes para a autonomia econômica das mulheres que vivem em seu entorno, e também para que seus filhos tenham uma melhor educação. “Futuramente teremos no local um centro voltado ao empreendedorismo de forma educativa  e já temos que colocar nossas sementes, pois a responsabilidade social é fundamental para que a organização conquiste cada vez mais o respeito da sociedade e das autoridades públicas”, frisou.

 


PATRIMÔNIO MUSEOLÓGICO

Prêmio do Ibram vai investir R$ 2,8 milhões na modernização de museus

Ao todo, 28 iniciativas de preservação do patrimônio serão contempladas

Recursos devem ser revertidos para melhorias nas instituições vencedoras - Foto: Arquivo/Ibram

Até 6 de setembro, as instituições interessadas em concorrer ao Prêmio Modernização de Museus podem se inscrever pela página do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). O concurso vai premiar 28 iniciativas de preservação do patrimônio em museus com R$ 100 mil, totalizando R$ 2,8 milhões.

Pelo regulamento, os valores podem ser aplicados em várias ações, como estudos para modernizar a instituição, manutenção das atividades programadas nos museus, promoção de exposições, preservação e digitalização do acervo, curadorias e capacitação dos funcionários. O apoio abrange ainda reformas, reaparelhamento dos museus, além de ações de divulgação e prevenção de riscos ao patrimônio. 
Fonte: Ibram


NICKELODEON ESTREIA PRÉVIA EXCLUSIVA DE 'O DESPERTAR DAS TARTARUGAS NINJA'

Com visual totalmente repaginado, os famosos personagens ganharam novos traços e características

April O' Neil, grande parceira dos heróis, e agora, uma adolescente de 16 anos do Queens, está muito mais presente e ativa nas batalhas

O primeiro episódio vai ao ar no próximo sábado18 de agosto, às 18h30, pela primeira vez na TV

No próximo sábado18 de agosto, às 18h30, a Nickelodeon vai liberar a prévia exclusiva da primeira temporada de 'O Despertar das Tartarugas Ninja'. Com um visual totalmente repaginado, os personagens estão com novos traços e características e, pela primeira vez, a melhor amiga dos heróis, April O' Neil, aparece mais presente e ativa nas batalhas do grupo e surge, agora, como uma adolecente de 16 anos nascida no bairro do Queens.

Agora em 2D, RaphLeoDonnie e Mikey descobrem novos poderes e enfrentam um mundo místico que ainda não sabiam que existia sob as ruas de Nova York. Com novas aventuras, eles aproveitam para aperfeiçoar suas técnicas, enquanto lutam contra mutantes e vilões de diversas formas. Dessa maneira, os irmãos aprendem a trabalhar em conjunto e a desafiar os perigos que vêm pela frente e, assim, tornar-se uma grande equipe de heróis.

No episódio de lançamento desta primeira temporada, entitulado 'Caos Místico', As Tartarugas Ninja descobrem pela primeira vez que não são os seres mais diferentes da cidade. Com ajuda de April e de um cachorro mágico, eles não desistem até conseguir lutar contra o mal e defender a população dos vilões que desejam conquistar e dominar o mundo.

SOBRE AS TARTARUGAS NINJA

A reinvenção e a flexibilidade faz parte do DNA de 'As Tartarugas Ninja', propriedade clássica e global da Nickelodeon criada, em 1984, por Kevin Eastman e Peter Laird. Considerado um dos programas mais populares dos anos 80, 'As Tartarugas Ninja' estreou em forma de quadrinhos e, em seguida, tornou-se um grande sucesso na TV, ganhando passagem nos teatros e cinemas de todo o mundo. Além disso, a série se tornou uma marca global de produtos licenciados, incluindo brinquedos, roupas, videogames, DVDs e muito mais.

SERVIÇO – 'O DESPERTAR DAS TARTARUGAS NINJA'

Classificação indicativa: LIVRE

Estreia: sábado, 18 de agosto, às 18h30.

 

Nickelodeon é uma das marcas multimídia de entretenimento para crianças e família mais reconhecidas e amplamente distribuída em todo o mundo. Ao longo dos anos, construiu um negócio diversificado e global, colocando sempre as crianças em primeiro lugar. O portfólio da empresa inclui uma programação com propriedades de enorme sucesso (as animações 'Bob Esponja', 'As Tartarugas Ninja', 'Patrulha Canina' e 'Dora, A Aventureira', além de séries live action como 'Vikki RPM, 'Game Shakers' e 'Henry Danger) e os maiores eventos mundiais da pay-tv infantil, Kids' Choice Awards e Meus Prêmios Nick, no Brasil. A Nickelodeon está também presente em diversas plataformas digitais – Facebook, Instagram, Twitter e Snapchat - e parte de sua programação está disponível no app Nick Play. Fora da TV, a marca mantém a campanha 'Together For Good', em parceria com a Unicef, que incentiva, celebra e reconhece crianças que fazem a diferença na comunidade em que vivem, em todo o mundo.

***

Viacom International Media Networks (VIMN) Américas é proprietária e opera um portfólio de diversas marcas de entretenimento que inclui MTV, MTV Live HD, Nickelodeon, Nick Jr., Comedy Central, Paramount Channel, Porta dos Fundos, Telefe, VH1, e seus respectivos canais em HD na América Latina (incluindo o Brasil). O portfólio da companhia inclui ainda a marca Tr3s, nos Estados Unidos, voltada a uma ampla audiência de norte-americanos hispânicos e os acordos de programação da VIMN no Canadá com a Corus Entertainment para Nickelodeon e Bell Media para MTV e Comedy Central. A VIMN também alcança um crescente número de consumidores conectados digitalmente por meio de seus múltiplos websites e sua vasta oferta de aplicativos móveis que incluem MTV Play, Comedy Central Play e Nick Play. Além disso, oferece produtos de conteúdo móvel diretamente ao consumidor, como Noggin, para crianças em idade pré-escolar e BET Play, aos fãs da cultura afro-americana.

 

Novo longa de André Ristum

Novo longa de André Ristum, A VOZ DO SILÊNCIO,

abre a Mostra Competitiva do 46º Festival de Cinema de Gramado

Marieta Severo, Claudio Jaborandy, Stephanie de Jongh, Ricardo Merkin, Arlindo Lopes e Nicola Siri estarão presentes na sessão do dia 17 de agosto, sexta-feira, às 20h30, no Palácio dos Festivais

 A Voz do Silêncio baseia-se em experiências reais da vida do diretor. No filme, um olhar atento varre a cidade grande e suas pessoas anônimas, que vivem em tensão pela sobrevivência, resignados com seus próprios destinos. Um eclipse lunar pontua as mudanças nas vidas dessas pessoas, que compõem um mosaico da cidade.

 

Segundo o diretor André Ristum, "a vida, sob vários aspectos, é a grande protagonista de A voz do Silêncio. O filme usa uma estrutura montada em cima de várias personagens, entrelaçando suas histórias ao longo da narrativa, e tem como foco as relações humanas sob a influência exercida pela cidade grande, considerando sempre o núcleo familiar como eixo central. Na montagem, planos longos permitem uma observação mais profunda das relações, possibilitando o desenvolvimento do trabalho dos atores e a consistência dos personagens. A música não entra para pontuar emoções ou situações, mas apenas faz parte da vida das pessoas na grande metrópole. O longa não pretende trazer conclusões, mas aponta caminhos para abrir uma discussão sobre os valores existentes na sociedade atual".

 

A Voz do Silêncio fez sua estreia na competição oficial do Festival de Málaga 2018 e abriu o Festival de Tucuman, na Argentina, onde foi lançado comercialmente em junho. O filme entra em cartaz nos cinemas brasileiros em novembro deste ano.

 


A VOZ DO SILÊNCIO

Brasil | SP, 2018, 98 min, ficção

 

Direção | Roteiro: André Ristum

Produtores: Pablo Torrecillas, Rodrigo Castellar, André Ristum

Coprodutores: Juan Pablo Gugliotta, Nathalia Videla Peña e Alejandro Israel

Produção: Sombumbo, TC Filmes, Ajimolido Srl e Movimiento Audiovisual

 

Colaboração no roteiro: Marco Dutra

Diretor de Fotografia: Hélcio Alemão Nagamine

Diretora de Arte: Daniela Vilela

Figurino: Rocio Moure

Montagem: Gustavo Giani

Música Original: Patrick de Jongh

 

Elenco: Marieta Severo, Ricardo Merkin, Arlindo Lopes, Claudio Jaborandy, Stephanie de Jongh, Marat Descartes, Tássia Cabanas, Nicola Siri, Marina Glezer.

Apresentando: Enzo Barone

Participação Especial: Milhem Cortaz e Augusto Madeira.

 

Distribuição: Imovision


 

Sobre o diretor | André Ristum

André Ristum começou a trabalhar com Cinema em 1991. Trabalhou como assistente de Direção em vários filmes, entre os quais Beleza Roubada (1995), de Bernardo Bertolucci. Estudou cinema na NYU-SCE em 1997. Desde 1998 dirigiu vários projetos premiados, entre os quais os curtas-metragens De Glauber para Jirges, selecionado para o Festival de Veneza de 2005, e 14 Bis, curta que celebra o centenário do primeiro voo da história da aviação. Em 2004 lançou seu primeiro documentário Tempo de Resistência (2004) e em 2011 lançou Meu País, seu primeiro longa-metragem de ficção, que recebeu seis prêmios no Festival de Brasília e foi escolhido como melhor filme do ano no prêmio SESI-Fiesp 2012. Em 2016 lançou seu segundo longa de ficção,O outro lado do paraíso, que participou e foi premiado em vários festivais no Brasil e no mundo, como Guadalajara, Lima, Havana, Trieste, Lleida, Santander, Gramado e Rio de Janeiro. A Voz do Silêncio é seu terceiro longa de ficção

 

Sobre a atriz | Marieta Severo

Marieta Severo é uma grande atriz brasileira de cinema, teatro e televisão. Iniciou o curso de teatro do Tablado aos 16 anos, com Maria Clara Machado. Estreou ao mesmo tempo em cinema, no filme Society em Baby Doll, e também no teatro, com a peça Feitiços de Salém. Aos 19 anos, integrou o elenco da novela O Sheik de Agadir, na recem inaugurada TV Globo. Atuou no filmeTodas as Mulheres do Mundo e estrelou o musical Roda Viva, de Chico Buarque, com quem foi casada por mais de 30 anos. Após um auto-exílio na Itália, durante os anos de chumbo no Brasil, o casal volta ao país no final dos anos 1970 e Marieta participa da novela de E nós, aonde vamos?, exibida pela extinta Tupi. Afastou-se por um tempo da profissão para se dedicar às três filhas e aos projetos de cinema e teatro. Em 1978 atuou no longa Chuvas de Verão e na peça Ópera do Malandro, e, no ano seguinte no longa Bye Bye Brasil.

Voltou à TV Globo na minissérie Bandidos da Falange, participou do elenco da novela Champagne e protagonizou Vereda Tropical. Fez grande sucesso como a ex-mulher do costureiro Ariclenes, na novela Ti Ti Ti .

Em 1986, foi homenageada no Festival de Gramado pela atuação nos filmes O Homem da Capa Pretacom licença, eu vou à luta e Sonho sem fim.

Participou do seriado Tarcísio & Glória, encarnou a nobre Madeleine de Que Rei Sou Eu? e foi a antagonista da novela Deus nos Acuda. Também fez parte do elenco em alguns episódios da série A Comédia da Vida Privada. Em 1995, foi protagonista do filme Carlota Joaquina, Princesa do Brazil, um marco da retomada do cinema brasileiro e, em 2000, voltou à TV na novelaLaços de Família, que lhe rendeu o prêmio de Melhor Atriz pela Associação Paulista de Críticos de Arte. De 2001 a 2014, trabalhou no seriado A Grande Família, a dona-de-casa Dona Nenê, ao lado de Marco Nanini.

Em 2002, a atriz recebeu o prêmio Oscarito, pelos 37 anos de carreira dedicados ao cinema brasileiro e mais de 30 filmes no currículo. No mesmo ano atuou no longa As Três Marias; e, em 2004, filmou Cazuza - O Tempo Não Para e A Dona da História. No ano seguinte, ao lado da amiga Andréa Beltrão, inaugurou o Teatro Poeira, em Botafogo, Rio. Em 2007, as duas atrizes estrearam o espetáculo As Centenárias e, no mesmo ano, estavam na versão cinematográfica de A Grande Família. No teatro, com mais de 40 anos de palco, foi premiada duas vezes com os prêmios Mambembe e Molière, e uma vez com o Prêmio Shell.

Em 2015, voltou às novelas para interpretar a cafetina Fanny Richard em Verdades Secretas, e, por sua atuação, vence o Prêmio Extra de Televisão. Ano passado voltou ao horário nobre, interpretando Sophia, a matriarca autoritária e grande vilã em O Outro Lado do Paraíso.

 

Sobre o ator | Ricardo Merkin

O argentino Ricardo Merkin, é um conhecido e premiado ator de cinema, teatro e televisão, em seu país. Filmou com grandes diretores como Eliseu Subiela (Rehén de Ilusiones); Ana Katz (Los Marziano); Francis Ford Coppola (Tetro); Daniel Burman (Um Crisantemo estalla em cinco esquinas); Luiz Puenzo (La Peste); Esteban Sapir (La Antena); Lucrecia Martel (Zama); Julia Murat (Historias que só existem quando lembradas) e muitos outros.

Atuou em mais de 30 peças de teatro e realizou muitos trabalhos para a TV, na Argentina.

 

Sobre a atriz | Stephanie de Jongh

Depois de começar sua carreira no teatro e na televisão na cidade de Brasília, a cantora e atriz Stephanie de Jongh participou dos filmes Um Assalto de Fé, de Cibele Amaral, Meu País e O Outro Lado do Paraíso, ambos do diretor André Ristum, e Quanto Basta do diretor italiano Francesco Falaschi, filme ainda inédito no Brasil. Atualmente, Stephanie mora em Lisboa, Portugal, aonde desenvolve uma carreira trabalhando com vinhos, já que também tem formação de sommeliere.

 

Sobre o ator | Arlindo Lopes

Arlindo Lopes estreou profissionalmente no teatro em 1999, na montagem de Um Homem Chamado Shakespeare, com direção de Bárbara Heliodora. Participou de montagens marcantes como Laranja MecânicaTrainspottingAlice através do EspelhoMarat-Sade, o musical Cauby! Cauby! e O Jardim Secreto. Foi um dos produtores dos espetáculos A Ver Estrelas e Ensina-me a Viver, no qual atuou ao lado da atriz Glória Menezes. A peça fez grande sucesso de público em todo o país e recebeu o Prêmio APTR de Melhor Produção de 2008, vencendo nas categorias de Melhor Espetáculo Drama, Melhor Ator Drama, Melhor Atriz Drama e Melhor Diretor, para João Falcão. Em 2015 fez a sua estreia como diretor do musical infantil As Aventuras do Menino Iogue, vencendo os prêmios de Direção, Adaptação, Atriz Coadjuvante, Ator Coadjuvante, Luz, Design de Som, Visagismo, Direção Musical e Direção de Movimento.

Sua estreia na TV foi num episódio do programa Brava Gente e, em seguida participou das novelas, Sabor da Paixão, Da Cor do PecadoGeração BrasilA Lei do Amor e dos programas A Grande FamíliaA DiaristaFaça Sua História, Do Amor, Adorável Psicose e da minissérie Amazônia, de Galvez a Chico Mendes.

Em cinema, participou do longa-metragem Cazuza - O Tempo não para e do telefilme Nascemos para Cantar - Chitãozinho e Xororó, com direção de André Ristum. Atuou no filme portuguêsMulheres de Leonel Vieira, e nos brasileiros O Beijo no Asfalto e Berenice Procura.

 

Sobre o ator | Cláudio Jaborandy

Cláudio Jaborandy é um ator brasileiro, radicado no Ceará. Cláudio nasceu em Recife, mas se considera cearense: "fui criado no Ceará. Sou cearense".Cláudio atua em cinema, teatro e televisão, mas sua carreira iniciou-se no teatro. Formou-se em 1987 no curso de arte dramática da Universidade Federal do Ceará. Em 1998, fez o curso profissional de vídeo-cine-tv na Escuela d'Alts Estudis de la Imatge i el Disseny (Idep), em Barcelona, Espanha.

Atuando principalmente no cinema, recebeu prêmios como melhor ator nos principais festivais dedicados ao cinema brasileiro, como o Cine-Ceará, Festival de Recife e Festival de Brasília, por atuações tanto em curtas como em longas-metragens. Participou de filmes como Latitude Zero (Toni Venturi), O Caminho das Nuvens (Vicente Amorim), O céu de Suely (Karim Ainouz), A casa de Alice (Chico Teixeira), Gonzaga de pai para filho (Breno Silveira), A história da eternidade (Camilo Cavalcanti), Nise, o coração da loucura (Roberto Berliner), Entre irmãs (Breno Silveira), entre tantos outros.

 

Sobre a atriz | Tassia Cabanas

Atriz, bailarina e cantora, formada pelo teatro-escola Célia Helena, Tassia tem dentre seus últimos trabalhos os espetáculos Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos, dirigido por Miguel Falabella; Broadway in Concert, dirigido por Fernanda Chamma; e Let's just kiss and say goodbye, de Elisa Ohtake. Como bailarina, possui especialização em Jazz e Dança Contemporânea, com estudos na Europa, EUA e São Paulo passando por nomes como Elisa Ohtake, Kátia Rocha, Kátia Barros e Tati Sanchis, com quem firmou muitas parcerias com a Disney. Na voz, teve como grande mestre o Maestro Marconi Araújo. Possui um projeto paralelo de músicas autorais e Jazz, fazendo shows freqüentemente na noite paulistana.

 

Sobre o ator | Marat Descartes

O paulista Marat Descartes estudou Letras na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), da USP e teatro na Escola de Artes Dramáticas da USP. Atuou em mais de 30 espetáculos, com destaque para Aldeotas e Primeiro Amor - baseada em obra do dramaturgo Samuel Beckett , recebendo, por este trabalho, o Prêmio Shell de Melhor Ator.

Estreou na TV na série O Cego e o Louco, exibida na TV Cultura. Trabalhou em produções da Rede Globo, como a minissérie Maysa - Quando Fala o Coração, a série policial Força-Tarefa , a novela A vida da gente e a microssérie O Tempo e o Vento. No cinema, Marat estreou no curta-metragem Um Ramo, de Marco Dutra. Em sua carreira no cinema, Marat participou de diversas produções, entre elas, Proibido FumarOs InquilinosTrabalhar Cansa2 CoelhosSuper NadaQuando Eu Era Vivo e Até que a Casa Caia.

 

Sobre a atriz | Marina Glezer

Argentina nascida no Brasil, Marina Glezer tem longa carreira na TV e no cinema argentinos. Atuou em Avenida Brasil, novela de Emanuel Carneiro exibida pela TV Globo, como a irmã da personagem Nina, interpretada pela atriz Débora Falabella. Fez Diários de Motocicleta, com Walter Salles, onde interpretou uma das irmãs de Che Guevara. Bastante conhecida naquele país, onde mora, Marina participou de muitas séries e minisséries de televisão e atuou nos filmes El Polaquito (Juan Carlos Desanzo), Estrella Del Sur (Luis Nieto), Mecanica Popular (Alejandro Agresti) e A Janela (Carlos Sorin) entre tantos outros.

 

Sobre o ator | Nicola Siri

Nicola Siri é um ator ítalo-brasileiro, filho de pai italiano e mãe brasileira. Na Itália, participou de produções para a TV e para o cinema, como Ormai é fatta! , Una vita non violenta e Emma sono Io. No Brasil, participou das novelas Mulheres Apaixonadas (Globo), Os Ricos Também Choram (SBT), Belíssima (Globo), e, mais recentemente, Vidas Opostas, Amor e Intrigas e Poder Paralelo (as três da Record), além da série Sem Volta, na mesma emissora. No cinema brasileiro, Nicola estreou em Subterrâneos (2004), e em seguida fez Diário de um Novo Mundo (2005),Mulheres Sexo Verdades Mentiras (2008), Valsa para Bruno Stein (2007), A Casa Elétrica (2010) e Meu País (2011). Está também no elenco dos curtas De Glauber para Jirges, baseado na troca de cartas entre Glauber Rocha e Jirges Ristum, e 14 Bis, sobre a história de Santos Dumont, ambos do diretor André Ristum.

 

Sobre a Distribuidora | Imovision

Distribuidora presente no Brasil há mais de 25 anos, a Imovision vem se consolidando como uma das maiores incentivadoras do melhor cinema, tendo lançado mais de 300 filmes no Brasil.

A distribuidora tem em seu catálogo realizações de consagrados diretores internacionais e nacionais, e filmes premiados nos mais prestigiados festivais de cinema do mundo, como Cannes, Veneza, Toronto e Berlim. Mantendo seu foco em títulos de qualidade, a Imovision foi a responsável por introduzir no Brasil cinematografias raras e movimentos internacionais expressivos, como o Movimento Dogma 95 e o cinema iraniano.

 

 


Equipotel apresenta expositores inéditos

Das recentes e promissoras empresas de tecnologia à nomes já consolidados no mercado, feira será composta por ampla variedade de expositores

Referência no mercado da hospitalidade, a Equipotel já se movimenta para atrair o público para a 56ª edição, que ocorre em setembro no São Paulo Expo. Tendo apresentado bons resultados e constantes atualizações, a feira anuncia para a edição de 2018 novos expositores, prometendo aumentar a diversificação de produtos e soluções à disposição de seus visitantes.

São 72 empresas que estreiam na edição de 2018. Dentre elas, grandes marcas como Doka, Bitekfood, Grupo Nobile, Roddex, Bells Produtos, Riolax, Cristal Pool, Luminarium Iluminação, Frutmel, Pilot, Skit, Di Antonio, Casa Perenze, Cbp Brasil, Grupo Sillycomm / Bguest, RGM, Asksuite, Pld Iluminação, Rayman Do Brasil, Husqvarna, Heliodin, Acqua Vital Distribuidora, VegaIT, Idral, Camesa, Usare, Benera Alimentos Saudaveis Ltda, Montana Hidro, Grease Guardian Brasil, Aqualax, Mister Led, Grupo Olyra, Bmlamps, Dometic, Maxhotel, Piuluce Iluminação, Alfa, Soft, E-Solution, Fabrica De Ideias, Vag Decoracao, Pozza, Roca, Movelco, Power Lume e Homa.

"Notamos demandas muito variadas dos nossos visitantes nas últimas edições e por conta disso tentamos ampliar o máximo possível o nosso portfólio de expositores para esse ano. Queremos que o visitante com poder de compra tenha à mão todo tipo de solução e produto que precise, para reforçar a posição da Equipotel como principal evento do setor no ano", declarou Camila Moretti, gerente de produto da Equipotel.

A espanhola Roca, presente em mais de 135 países pelo mundo, volta à feira trazendo as louças e produtos para banheiro que são referência mundo à fora. Com mais de 100 anos, a multinacional também apoia e viabiliza diversas experiências no evento, como o Hotel Design e o Spa Conceito.

Já a curitibana Vega I.T., que entrou no mercado em 2000 e oferece serviços de tecnologia para o ramo hoteleiro, aposta na feira para ampliar seus negócios. "Na nossa visão, o atual cenário é muito propício pois o mercado está investindo em tecnologia e inovações, o que vai de encontro com os produtos e serviços que oferecemos. Acreditamos que na Equipotel, um dos principais eventos de negócios destinado a hospitalidade do país, teremos a oportunidade de aumentar ainda mais a visibilidade da empresa no setor", diz Mateus Quincozes, diretor executivo da empresa.

A japonesa Pilot, fundada em 1918 e trazida ao brasil em 1954 sendo referência no mercado nacional, apresenta todo seu portfólio de canetas, instrumentos de escrita e assessórios para a feira, visando oferecer as já reconhecidas qualidade e variedade de produtos para os visitantes dessa edição. E a sueca Husqvarna, trará seus produtos que são referência em paisagismo, silvicultura e cuidados com jardins, hortas e pomares. A empresa, fundada em Estocolmo em 1689, reforça a preocupação da feira em trazer não apenas fornecedores de produtos e serviços pensando nos ambientes "internos", mas também em externos, ampliando a vasta gama de produtos expostos durante o evento.

SERVIÇO

EQUIPOTEL - 56ª EDIÇÃO

Data: 18 a 21 de setembro de 2018

Horário: Terça a Sexta-feira das 13h às 21h

Local: São Paulo Expo, São Paulo - SP

Informaçõeswww.equipotel.com.br

Sobre a Equipotel:

A Equipotel é a maior feira de hospitalidade da américa latina, com 55 edições. Em 2018 a Equipotel contará com 7 áreas: Cozinhar & Servir, Décor & Conforto, Gestão & Conectividade, Lazer & Entretenimento, Cuidados & Limpeza, Relax & Bem-Estar e Serviços & Facilidades. A divisão faz com que a Equipotel seja a única feira latinamericana que envolve todos os segmentos do mercado da hospitalidade. Trazendo diversas empresas enquanto expositoras em cada um dos setores, o evento visa atrair um público qualificado, reunindo empreendedores a procura de fornecedores para serviços e produtos, técnicos cujo trabalho tenha foco na hospitalidade e estudantes em busca de mais conhecimentos e contatos para a jornada profissional.


Avery Dennison e Epson convidam designers do Brasil para participar do Concurso "Impressione América Latina"

Ação faz parte de campanha de conscientização, promovida pelas duas empresas, em 10 países da América Latina, que ocupará o espaço público com artes inspiradas em projetos sociais; no Brasil, a Casa do Zezinho é a ONG homenageada

 Estão abertas as inscrições para o concurso "Impressione América Latina", promovido pelas empresas Epson, líder mundial em impressão digital, e Avery Dennison, empresa global de ciência em materiais para rótulos e comunicação visual, em 10 países da América Latina. Designers gráficos e desenhistas são convidados a desenvolver artes inspiradas em projetos sociais apoiados pela ação em toda a região, que serão estampadas em locais de grande visibilidade, com o intuito de ampliar a conscientização das pessoas a respeito de temas relevantes, como vulnerabilidade social, câncer de mama, conservação de recursos naturais, entre outros.

No Brasil, a ONG escolhida para servir de inspiração aos artistas é a "Casa do Zezinho", localizada no Capão Redondo, em São Paulo. A entidade tem como missão criar condições, por meio da educação, da arte e da cultura, para que crianças e jovens, em situação de alta vulnerabilidade social e baixa renda, superem suas limitações – sociais e pessoais – e conquistem autonomia para trilharem seus próprios caminhos.

 

A obra do artista vencedor da edição brasileira será impressa em grande formato e estampará as paredes e portas dos vagões da Estação Pinheiros do Metrô, na cidade de São Paulo. Além disso, o autor receberá como prêmio um tablet WACOM Cintiq Pr e será responsável pela doação do projeto à ONG homenageada, no caso do Brasil, a Casa do Zezinho.

 

As inscrições vão até 31 de agosto, pelo site http://epson.com.br/impressione. Os interessados podem apresentar uma ou várias propostas de arte para qualquer uma das ações dos dez países participantes – Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, México, Peru e República Dominicana.

 

"O concurso 'Impressione América Latina' foi criado para que o talento latino-americano possa expressar suas ideias criativas em formatos massivos, por meio de nossa bela região, e estas relacionadas a causas nobres de grande interesse. Ao mesmo tempo, demonstrando a capacidade da nossa tecnologia de impressão de grandes formatos", diz Alejandro Ordoñez, gerente de Estratégia e Comunicação Visual da Epson América Latina.

 

Para Juliano Lima, gerente de Comunicação Visual da Avery Dennison América Latina, participar deste projeto é extremamente gratificante, sendo uma oportunidade para colocar em prática valores essenciais para a empresa. "Ver artes inspiradas em projetos sociais ganhar as ruas de países da América Latina, impressas em nossos vinis de grande formato, é muito empolgante", comenta o executivo.

 

"Participar do Concurso Impressione é uma grande felicidade para a Casa do Zezinho! Por mais que já tenhamos 24 anos de trabalho realizado, os desafios se mantêm e a necessidade de parceiros para continuarmos os projetos existentes. Nossa expectativa com este concurso é tornar a Casa do Zezinho ainda mais conhecida, prestigiada e abraçada por pessoas que acreditam na educação como um instrumento de transformação social. Para mim, educar é um ato de amor", afirma Dagmar, fundadora da ONG.

 

Sobre a Avery Dennison

Avery Dennison (NTSE: AVY) é uma empresa global de ciência em materiais especializada no design e produção de uma grande variedade de materiais para rotulagem e funcionais. Os produtos da empresa são usados por grande parte das indústrias e incluem materiais autoadesivos, sensíveis a pressão, para rotulagem e aplicações para comunicação visual; fitas e outras soluções para aplicações industriais, médicas e varejo; etiquetas, rótulos e adereços para vestuário; além de soluções de identificação radiofrequência (RFID) para mercado de vestuário e outros. Com sede em Glendale, Califórnia, a empresa emprega aproximadamente 30.000 funcionários em mais de 50 países. As vendas reportadas em 2017 foram de 6,6 bilhões de dólares americanos.

Você também pode se conectar com a Avery Dennison no Facebook (http://facebook.com/AveryDennisonBrasil), YouTube (youtube.com/AveryDennisonBrasil), e Instagram (instagram.com/AveryDennisonBrasil). Mais informações:http://graphics.averydennison.com

 

Sobre a Epson

A Epson é uma empresa líder mundial em tecnologia dedicada a conectar pessoas, coisas e informações com suas tecnologias eficientes, compactas e de alta precisão. Com uma linha de produtos que abrange desde impressoras a jato de tinta e sistemas de impressão digital até projetores 3LCD, relógios e robôs industriais, a empresa dedica-se a impulsionar a inovação e superar as expectativas dos clientes no campo da impressão jato de tinta, comunicações visuais, dispositivos móveis e robótica.

 

Liderado pela Seiko Epson Corporation, com sede no Japão, o Grupo Epson emprega mais de 76 mil pessoas em 87 empresas em todo o mundo e se orgulha de suas contribuições contínuas ao meio ambiente global e às comunidades nas quais opera.

 

Para mais informações sobre a Epson, visite: www.epson.com.br. Você também pode se conectar com a Epson no Facebook (http://facebook.com/EpsondoBrasil), Twitter (twitter.com/EpsondoBrasil), YouTube (youtube.com/EpsondoBrasil), e Instagram (instagram.com/EpsondoBrasil). Mais informações: www.epson.com.br


Prefeito Emanuel Pinheiro Chora

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), protagonizou um vídeo para o Dia dos Pais onde aparece, emocionado, relembrando dos últimos momentos em que esteve ao lado de seu pai, o ex-deputado federal Emanuel Pinheiro da Silva Primo, assassinado em julho de 1974, com seis tiros, meses antes da eleição onde ele tentaria a reeleição.

Emanuel conta que a última lembrança dele com o pai é a da noite anterior ao crime, onde ambos estava brincando na cama, juntamente com a mãe e o irmão caçula. “Ele deitou, brincou, riu com a gente, depois dormiu e nunca mais eu o vi”, contou, emocionado.

Ele também contou como recebeu a notícia da morte do pai. “Tinha 9 anos, foi impacto muito grande. Meu irmão mais velho, estava ouvindo rádio, quando parou a programação para anunciar a tragédia: o assassinato do deputado federal”, revelou dizendo em seguida, que daria tudo para ter o pai de volta.

O vídeo encerra com um trecho da música “Trem Bala”, de Ana Vilela, que serve de trilha sonora para o vídeo.


Workshop Preparando para o Futuro


Jorge & Mateus e Alok estão entre as atrações do VillaMix Sunset, no dia 25 de agosto, em Palmas/TO

orge & Mateus, a dupla sertaneja que encanta multidões com suas canções, desembarca pela décima terceira vez em Palmas, no VillaMix Sunset. Os artistas lançaram o álbum "Terra Sem CEP" com quatorze faixas inéditas e todas elas entraram para as mais tocadas das plataformas de streaming. No balanço divulgado pela revista Billboard, os sertanejos também estão entre os 30 brasileiros mais ouvidos no exterior.

Outra atração de destaque no VillaMix Sunset é o principal DJ do Brasil, Alok, que foi eleito o 19° melhor do mundo pela DJ MAG, revista inglesa dedicada à música eletrônica. Além de ter ficado entre os 100 melhores DJs do mundo em lista da Billboard, sendo o único brasileiro. Recentemente, Alok lançou o single 'Ocean', canção baseada em uma história real e que ganhou um videoclipe/curta-metragem de 8 minutos estrelado por Rodrigo Santoro, Marina Ruy Barbosa, Genésio de Barros e Maria Manoella. O artista também alcançou a marca recorde de 50 milhões de streams com a canção "Ocean".

VillaMix Sunset

O evento será realizado dia 25 de agosto no estacionamento do estádio Nilton Santos em Palmas a partir das 18 horas, com abertura dos portões às 17 horas.

Além da dupla Jorge & Mateus e do DJ Alok, os cantores Jefferson Moraes, Edu Chociay e a dupla Cleber & Cauan se apresentarão no VillaMix Sunset. Os ingressos podem ser adquiridos nos pontos de venda oficiais ou pelo site ticmix.com.br.

VillaMix Sunset:

Pontos de Venda:

Palmas:

Loja oficial do Villa Mix no Palmas Shopping

Óticas Carol – Centro e Taquaralto.

Paraíso do Tocantins: Art Massas.

Vendas on-line:www.ticmix.com.br I Informações: (63) 98471-7800


Saiba mais sobre o Villa Mix Festival:
 
Site: http://villamixfestival.com.br/
Instagram: @villamix
Facebook: www.facebook.com/vmfestival
YouTube: youtube.com/villamix


NICK JR. ESTREIA ANIMAÇÃO EDUCATIVA, 'BECA'

Programa vai ao ar dia 6 de agostosegunda-feiraa partir das 19h

 Na próxima segunda-feira6 de agosto, às 19h, a Nick Jr. estreia 'Beca', a história de uma passarinha que AMA aventura. Ela sempre está disposta a ajudar seus vizinhos de Wagtail e tem muitos amigos incríveis que estão ao seu lado pro que der e vier.

Sempre com seu gorro na cabeça, Beca sabe que nada é impossível e, por isso, nunca desiste – ela aponta para o alto e logo tem ótimas ideias! Como resultado, muitas vezes dá um passo maior do que a perna, levando seus amigos,RussellSylvia e Pedro, a viverem situações embaraçosas (e divertidas). Mas é no meio desses momentos de confusão que o coração, o pensamento positivo e as habilidades de liderança realmente brilham.

Com viés educativo, os novos episódios vão ao ar de segunda a sexta-feira e prometem encantar não só as crianças, mas também a família inteira.

SERVIÇO – ESTREIA 'BECA' NA NICK JR.

Classificação indicativa: LIVRE

Estreia: segunda-feira, 06 de agosto, às 19h

Episódios inéditos: de segunda a sexta-feira, sempre às 19h.

Nickelodeon é uma das marcas multimídia de entretenimento para crianças e família mais reconhecidas e amplamente distribuída em todo o mundo. Ao longo dos anos, construiu um negócio diversificado e global, colocando sempre as crianças em primeiro lugar. O portfólio da empresa inclui uma programação com propriedades de enorme sucesso (as animações 'Bob Esponja', 'As Tartarugas Ninja', 'Patrulha Canina' e 'Dora, A Aventureira', além de séries live action como 'Vikki RPM, 'Game Shakers' e 'Henry Danger) e os maiores eventos mundiais da pay-tv infantil, Kids' Choice Awards e Meus Prêmios Nick, no Brasil. A Nickelodeon está também presente em diversas plataformas digitais – Facebook, Instagram, Twitter e Snapchat - e parte de sua programação está disponível no app Nick Play. Fora da TV, a marca mantém a campanha 'Together For Good', em parceria com a Unicef, que incentiva, celebra e reconhece crianças que fazem a diferença na comunidade em que vivem, em todo o mundo.

***

Viacom International Media Networks (VIMN) Américas, unidade da Viacom Inc. (NASDAQ: VIAB, VIA), é proprietária e responsável por operar um portfólio de diversas marcas de entretenimento que inclui MTV, Nickelodeon, Nick Jr., Comedy Central, Paramount Channel, Vh1, Telefe e seus respectivos canais na América Latina (incluindo o Brasil). A companhia responde também pelo portfólio da Tr3s, nos Estados Unidos, marca voltada a uma ampla audiência de norte-americanos hispânicos, e é responsável pelos acordos de programação da VIMN no Canadá com a Corus Entertainment para Nickelodeon e Bell Media para MTV e Comedy Central. A VIMN Américas tem ainda participação maioritária no Porta dos Fundos, um dos melhores produtores de conteúdo de humor no Brasil e possui ampla gama de serviços multiplataforma como os apps MTV Play, Nick Play, Comedy Central Play, Mi Telefe e Telefe Noticias; produtos on demand: Nick First e My Nick Jr.; e SVOD: Noggin e demais websites.


A dupla Jorge e Mateus está nos Estados Unidos

A dupla Jorge e Mateus está nos Estados Unidos para uma turnê de divulgação do novo álbum 'Terra Sem CEP'. Eles já passaram por Orlando, New Jersey e Fitchburg. O último show será realizado na próxima sexta-feira, 03, em Miami, na Flórida. Os dois cantaram pela primeira vez fora do Brasil em 2009. De lá para cá foram muitas apresentações em diversos países, entre elas, uma das mais marcantes da carreira da dupla, a gravação do DVD 'Live In London', no teatro Royal Albert Royal, em Londres.

Crédito: Rubens Cerqueira

 


Arraia gigante é encontrada morta por moradores em praia de Búzios, no RJ

Segundo ambientalista, o animal é da espécie Jamanta, que mede até sete metros e pode chegar a pesar 1.800 kg.

Uma arraia gigante foi encontrada por moradores morta na tarde desta terça-feira (31) na Ponta do Pai Vitório, que fica no bairro Rasa, em Armação dos Búzios, na Região dos Lagos.

Segundo o ambientalista Eduardo Pimenta, o animal é da espécie Jamanta, que mede até sete metros e pode chegar a pesar 1.800 kg.

"Ela é bem grande, bem exótica. Mas aparece com relativa frequência aqui na região. Assim como o tubarão, a arraia tem uma carne que é muito apreciável. Mas, por algum motivo, essa espécie não é comercial. Só que, acidentalmente, acaba caindo em redes e colidem com embarcações também", disse.

 

 

Barbara Fialho adota cabelos mais volumosos e escuros

A modelo e cantora optou por mechas invertidas e alongamento com fita para conquistar o efeito de forma natural

Barbara Fialho está com o visual renovado. Com os fios escurecidos e mais volumosos, a modelo e cantora apostou na naturalidade para conquistar esse efeito por meio da colocação alongamento adesivo e mechas invertidas. "Trata-se de um método menos agressivo, que não pesa na raiz dos fios e, assim, não compromete a estrutura capilar", esclarece a hair specialist Renata Souza, fundadora do Spa Deia e Renata, local frequentado pela top para cuidar das madeixas. Para suavizar a transição dos fios escuros para o loiro de forma gradual, a estratégia adotada pela especialista foram luzes escuras para tornar o look mais autêntico.

Antes da química, Barbara Fialho optou por preparar os fios para a química com protocolos icônicos do Spa e que garantem a reconstrução necessária para esse tipo de procedimento. Entre eles estão oMultivitaminas associado à Luz de Quartzo para desobstruir os poros e reestruturar as fibras capilares, e o Defrizante para controlar o frizz. Por fim, para repor a matéria-prima essencial dos fios, a modelo investiu no tratamento à base de aminoácidos responsável por regular o pH, fechando as cutículas capilares e, consequentemente, evitando a quebra.

Sobre o SPA Déia e Renata l O SPA Déia e Renata é um espaço de beleza comandado pelas hair-specialists Renata Souza e sua mãe, Déia Dios, que colocam em prática todos os conhecimentos que as tornaram referência em tratamentos capilares naturais. Antes de qualquer procedimento, os cabelos passam por uma avaliação personalizada que vai diagnosticar o tratamento adequado para cada cliente. O cuidado e a preocupação com a saúde dos fios atraiu a atenção de clientes como Marina Ruy Barbosa, Bruna Marquezine, Isabella Fiorentino, Isabeli Fontana, Ana Cláudia Michels, Marcelle Bittar, Lala Rudge, Thássia Naves, Cassia Avila, Preta Gil, Fernanda Souza, entre outras.

@spadeiaerenata www.spadeiaerenata.com.br

Exposição de Ismaïl Bahri no Espaço Cultural Porto Seguro é prorrogada até 5 de agosto

Concebida e apresentada pela primeira vez no Jeu de Paume, de Paris, mostra Instrumentos traz seleção de nove vídeos do artista visual franco-tunisiano

Ismaïl Bahri, Line (2011) | Video | 1 min loop © Ismaïl Bahri

Tomar o particular para refletir sobre o todo. Voltar-se para uma gotícula de água sobre a pele e chamar atenção para o tempo que nos cerca. Tomá-la como uma ferramenta de auscultação, que revela e amplia a força vital pulsante para, no fim, explicitar o desejo por um ritmo orgânico, avesso à agitação do mundo contemporâneo e da vida nas grandes metrópoles. É este o norte de Ligne [Linha], obra que sintetiza e abre Instrumentos, exposição do franco-tunisiano Ismaïl Bahri em cartaz até 5 de agosto no Espaço Cultural Porto Seguro.

Assinada por Marie Bertran, curadora independente, e por Marta Gili, diretora do Jeu de Paume, de Paris, a exposição reúne nove videoinstalações do artista visual, a maior parte delas apresentada no centro de arte contemporânea parisiense entre junho e setembro de 2017. Em São Paulo, a mostra – primeira individual do artista na América Latina – conta com a correalização de Expomus Exposições, Museus, Projetos Culturais Ltda.

Os vídeos da exposição voltam-se para movimentos e elementos singelos: a veia pulsa, a linha separa, a mão amassa, o vento sopra, o fogo queima. Água, papel e tinta transformam-se de objetos a sujeitos protagonistas. "Na maioria das obras de Ismaïl Bahri, os instrumentos atuam como meio de intersecção entre o mundo físico e o mundo das ideias, liberando sutilmente uma série de hipóteses, cujos vereditos parecem ser indefinidamente adiados", afirma Marta Gili.

Os trabalhos ganham força pelo enredo que se estabelece entre eles – diálogos acerca de temas como memória, território, pertencimento e envolvimento, sempre mediante a exploração de uma cartografia afetiva pessoal. A sobriedade da exposição surpreende o interlocutor e pode causar certo estranhamento. "Um dos pontos fortes de seu trabalho é que ele prende a atenção. O olho procura por pistas ou sinais e se esforça para encontrar uma maneira de compreender a imagem, enxerga-a como um enigma a ser resolvido", diz Marie Bertran.

Muitas vezes tênues e efêmeros, os fenômenos observados sob as lentes de Ismaïl nos obrigam a ajustar nossa percepção e o alcance do olhar. A ausência de som em muitos dos trabalhos reforça a densidade do conjunto: levam o visitante a uma jornada interior, pelo reconhecimento de si e de todos em uma ação aparentemente banal.

"Valorizo em meu trabalho a busca pela simplicidade. O desafio está em, justamente, arranjar uma maneira de como expor uma questão pessoal para tratar um problema que é de todos", afirma o artista. Nesta empreitada, Ismaïl dispõe-se a investigar, de modo extenuante, objetos, escalas, ângulos e linguagens.

Ao longo dos trabalhos, o artista percorre um caminho crescente: o plano, que no início toma como foco uma gota de não mais que dois, três milímetros, vai se alargando até compreender uma paisagem inteira dentro dos limites da projeção. O mesmo ocorre com o conteúdo, material e mais figurativo em um primeiro momento, fluído e mais abstrato ao final.

Para o crítico e curador François Piron, a impermanência está no cerne do trabalho de Ismaïl. "O artista se posiciona como um observador, anda por aí e fala de miopia em relação ao seu trabalho. Ele então configura o que ele chama de dispositivo de captura para esses gestos, geralmente usando vídeo, mas também fotografia e som, sem distinção. É muitas vezes fora do quadro da imagem que o significado emerge, na presença perceptível do mundo circundante, que de repente é revelado", afirma.

"A obra de Ismaïl Bahri tem uma atuação potente e transformadora. Ela opera a partir de elementos muito sutis, mas que em seus trabalhos, passam a ser instrumentos de conexões inesperadas", afirma Rodrigo Villela, diretor executivo do Espaço Cultural Porto Seguro.

Sobre o artista

Ismaïl Bahri nasceu em 1978, em Túnis, capital da Tunísia. Atualmente, vive e trabalha entre sua cidade natal e as francesas Paris e Lyon. O vídeo ocupa um lugar importante em seu trabalho, embora o artista crie também desenhos, fotografias e instalações. Sua obra volta-se a elementos simples da vida cotidiana, sobre os quais desenvolve processos e atribui questões universais.

Participou da 13ª Bienal de Sharjah, nos Emirados Árabes, e expôs em instituições culturais como o Centro de Arte Contemporânea La Criée, em Rennes; no Jeu de Paume, em Paris; Les Églises, em Chelles; e no museu alemão Staatliche Kunsthalle, em Karlsruhe.

Seus vídeos já foram exibidos nos festivais internacionais de cinema de Toronto, Nova York, Roterdam e Marselha; e a obra Filme em branco fez parte da exposição Levantes, de Georges Didi-Huberman, no Sesc Pinheiros (2017). Seus trabalhos apresentam relações profundas com a obra de artistas como o chileno Alfredo Jaar (com quem dividiu mesa na abertura da Paris Photo em 2017), o albanês Anri Sala, o belga Francis Alÿs ou o brasileiro Jonathas de Andrade, com os quais participou da Bienal de Sarjah (2013).

Confira mais detalhes sobre cada um dos trabalhos apresentados na mostra:

1. Ligne [Linha] | 1'

Ligne dá conta de uma observação íntima de um corpo. Aqui, apenas a água é usada como ferramenta de exploração, reagindo às batidas do coração. Devido às suas propriedades ampliadoras, reluzentes e vibratórias, atua como um meio sensível às menores intensidades que atravessam o corpo. A gota permanece na superfície, mas sonda, por capilaridade, uma interioridade subterrânea.

2. Orientations [Orientações] | 22''

O vídeo "Orientations" é feito de um plano-sequência filmado por uma câmera subjetiva que apresenta uma caminhada pela cidade de Túnis. O que está fora de campo, refletido em um copo cheio de tinta, serve de bússola, espécie de boia ilusória para um caminhar funambulesco. Neste instrumento óptico bastante simples, a aparição de fragmentos da cidade orienta, tende a um horizonte. O vídeo mostra um caminhar míope, uma colheita de imagens no limite do transbordamento e do delírio dos sentidos.

3. Revers [Reverso/Inverso/Avesso] | 56'48

Através do processo simples e repetitivo de amassar e desamassar uma página de revista, o vídeo traz à tona noções de desintegração, reprodução, transmutação e, centralmente, impermanência. Em um movimento cíclico incessante, a imagem desaparece pouco a pouco: liberta-se do papel, transforma-se em pó e marca as mãos do artista – resultado do contato repetitivo e da acumulação residual de calor e informação.

4. Dénouement [Desenlace] | 8'

Um quadro branco é dividido por um traço preto que vibra. O espaço, a princípio indecifrável, manifesta progressivamente suas qualidades, a partir do momento em que um corpo aparece ao fundo da tela, ligado à câmera por um longo e delgado fio que se tensiona e se relaxa alternadamente. Percebemos que estamos em uma paisagem nevada, dividida por este fio que parece correr o risco de se romper a qualquer momento. A própria paisagem é progressivamente captada, apreendida por este dispositivo. Ela também irá desaparecer pouco a pouco, absorvida pelo emaranhado do fio. A imagem do novelo que ocupa por fim o quadro inteiro é importante, porque indica, em sentido inverso, que toda demonstração traz em si uma dimensão oculta e que ver consiste precisamente em buscar o que está distante, depositado no fundo das formas e dos detalhes que habitam nossa proximidade, por mais insignificantes que sejam à primeira vista.

5. Source [Fonte] | 8'25''

Duas mãos seguram uma folha de papel. Gradualmente, no centro, surge uma mancha escura, logo convertida em furo, resultado do fogo que lentamente consome a superfície branca. A duração do vídeo é exatamente o tempo que o fogo leva para consumir o papel, com seu belo círculo vermelho em expansão, até chegar às mãos que o mantinham.

6. Esquisse [Esboço] | 5'18"

Plano sequência de cinco minutos que mostra uma bandeira agitada por ventos violentos. Em uma imagem superexposta, ora apresenta-se branca, ora negra – sempre lisa, sem estampas, sem nação, tal como o artista, um sujeito do mundo com raízes múltiplas. Não por acaso, a bandeira é instalada em uma praia do Mar Mediterrâneo, à frente de um trecho que separa a Tunísia da Europa. Sensível às menores variações de luz, a paisagem só é revelada ao interlocutor quando o sol é escondido pelas nuvens que pairam sobre a cena.

7. Foyer [Lareira/Foco] | 31'23''

No início, Foyer parece ser uma projeção sem filme, onde a única coisa visível é uma tela branca, acompanhada por vozes diversas. Elas são enunciadas por pessoas que se aproximam do cinegrafista, questionando-o sobre o que ele está fazendo. Entre elas, aproximam-se um fotógrafo amador, um transeunte curioso, um policial e um grupo de jovens. À medida que a situação se desenvolve, as discussões revelam os princípios de uma experiência cinematográfica em andamento. A câmera faz as vezes de uma lareira, em torno da qual as pessoas se reúnem, falam, discutem e escutam. Inicialmente centradas na câmera, tais conversas logo revelam pontos de vista singulares, que traçam as formas de uma certa paisagem social e política. São falas que permitem entrever o contexto no qual se desdobra a experiência de um trabalho que tateia em busca de um caminho em um mundo que se agita.

8. Sondes [Sondas] | 15'55"

Obra que mostra a formação quase imperceptível de um montículo sobre a palma da mão de alguém. A princípio, é difícil reconhecer a natureza exata desse monte. Algo escapa. Mas o que tal experiência ativa no corpo que a retém?

9. Film [Filme] | 2'30"

O trabalho agrupa uma série de vídeos curtos com base em um mesmo procedimento: um trecho do jornal do dia é cortado, enrolado e posto sobre uma superfície de tinta preta. Ao contato com a tinta, o rolo de papel se desdobra, libertando-se do gesto que o modelou. O objeto ganha vida, ao mesmo tempo em que revela, em um movimento cinemático precário, um conteúdo imprevisto: os índices de uma atualidade que não cessa de fugir. Ao mesmo tempo que explora uma espécie de arqueologia do cinema, tal dispositivo remete ao tempo que passa, em que a tinta, seja líquida ou impressa, é o registro da história humana em curso.

Instrumentos, individual de Ismaïl Bahri
Local: Espaço Cultural Porto Seguro
Endereço: Alameda Barão de Piracicaba, 610. Campos Elíseos – São Paulo
Período expositivo: até 5 de agosto
Visitação: de terça a sábado, das 10h às 19h; domingos e feriados, das 10h às 17h
Entrada gratuita

Capacidade: 305 pessoas

Acessibilidade
O edifício é acessível para pessoas com mobilidade reduzida. A exposição oferece atendimento especial na visitação com mediadores bilíngues em inglês, espanhol e libras mediante agendamento prévio.

Estacionamento
Alameda Barão de Piracicaba, 634 (sede Porto Seguro). De Segunda a sexta-feira até 1h30 gratuito (1ª, 2ª e 3ª hora adicional R$ 10,00 a hora. A partir da 4ª hora adicional, R$ 5,00 a hora). A partir das 17h30 e aos sábados, domingos e feriados - R$ 20,00 (preço único).

Serviço de vans:
O Complexo Cultural Porto Seguro oferece vans gratuitas da Estação Luz até as dependências do Teatro Porto Seguro e do Espaço Cultural Porto Seguro. Na Estação da Luz, o ponto de encontro das vans é na saída Rua José Paulino / Praça da Luz / Pinacoteca, em frente ao Parque Jardim da Luz. Há instrutores no local para orientar o embarque. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (11) 3226-7361.

Horário de funcionamento do serviço de vans:
Terça a sábado das 9h à 0h. Domingo das 9h às 22h.

Gemma Restaurante:
Aberto todos os dias: segunda, das 12h às 15h; terça, das 10h às 17h; quarta a sexta, das 10h às 21h; sábado, das 11h às 18h; domingo, das 11h às 16h.

Sitehttp://espacoculturalportoseguro.com.br
Facebook http://facebook.com/EspacoCulturalPortoSeguro
Instagram @EspacoCulturalPortoSeguro


A CIRANDA DE CRIOULA

A CIRANDA DE CRIOULA coordena no Museu da Imagem e do Som de Cuiabá-MISC, nos dias 13 a 30 de julho, a exposição DE BENGUELA, DE CUIABÁ, DO MUNDO, TEREZAS, pelas voluntariosas Érica Sales, Isis de Castro e Gilda Portella.

O evento exibe obras de Gilda Portella, Meg Marinho e Paty Wolff, retratando o universo infanto-juvenil e de mulheres negras anônimas, e do cotidiano das artistas ou da História brasileira e matogrossense. Celebra a historicidade das mulheres Terezas; personificando alegrias, dores, lutas, esperança e reflexões sobre a negritude, e nuances culturais da matriz africana, vetores do universo feminino negro, suas raízes profundas e condutoras da história e cultura matogrossense. São obras de mulheres que retratam mulheres, evidenciando o feminino contando sua história, ou da Outra, sensibilizando os olhares pela Arte.

Além das organizadoras, o movimento tem Edilaine Duarte, Claudio Benassi, Lindalva Alves, Luana Soares, Luiz Renato, Maria Clara Bertúlio, Silviane Ramos, Talita Gonçalves, Tereza Helena, Cristovão Luiz, Grupo Aguerê, Lupita Amorim,  Antonieta Luisa Costa, Gonçalina Eva Almeida de Santana, Silviane Ramos, Regina Cancio, Graça Almeida, Ivan Neto, Mario Luiz, Grupo Aruandê, Mestre Borracha, Sonia Aparecida, Isla Castro e João Almeida.

São as Mulheres em ciranda... Uma por todas e todas por uma... já ouvimos essa cantiga nas caminhadas a militar... Nessas telas, nessas telas, estamos todas lá! Cores, faces, lutas e bandeiras a levantar. È um projeto ousado de toda arte misturar. É a cara de quem organiza, num misto de congregar.... estão elas uma por todas e todas por uma em suas telas a registrar! Mas nessa ciranda tem poeta, tem cantora, grafiteira, atriz a embalar, essa mistura de artes de todas por uma propiciando o Encantar!  

 

A programação oficial :

IX Ciranda de Crioula -

Programação Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha e Tereza de Benguela.

 

13  a 30 de julho 2018.

Abertura da Exposição “De Benguela, de Cuiabá, do Mundo, Terezas” - Gilda Portella, Meg Marinho e Paty Wolff

13 de julho

Oficinas de Turbantes – Sonia Aparecida .

Oficina de Dança Afro - Grupo Ayoluwá – Cristovão Luiz.

21 de julho das 16 horas às 21 horas.

Exposição Heroínas Negras - Coletivo Negro da UFMT

Painting Art - Paty Wolff.

Apresentação das Instituições Representativas, Movimentos Sociais e seus representantes.

Roda de Afoxé - Grupo Aguerê.

No Palco Dona Francisca-

Performance  - Lupita Amorim

Sarau de Poesias Afromatogrossense: Edilaine Duarte, Claudio Benassi, Lindalva Alves, Luana Soares,   Luiz Renato,  Maria Clara Bertúlio, Silviane Ramos, Talita Gonçalves, Tereza Helena  e aberta a  demais participações

Mediadoras - Antonieta Luisa Costa  e Gonçalina Eva Almeida de Santana e aberta a demais participações

Livro Pérolas Negras – Silviane Ramos

Ciranda Umbigada - Erica Salles e Isis Castro

Cântico e Dança Sagrada - Grupo Cultural Tambores da Jurema Axé e Dende - Regina Cancio, Graça Almeida, Percussão – Ivan Neto e Mario Luiz  

Roda de Capoeira - Aruandê e Mestre Borracha

Artesanatos: Mandalas e Orixás - Sonia Aparecida,

Bonecas Negras (Abayomi) - Regina Cancio

Dia 25 Exposição de Fotografia Ciranda e Terezas Cuiabanas  com Isla Castro e João Almeida


Em passagem por Goiânia, Shawn Mendes e Nick Jonas são flagrados na Bodytech Marista

A academia recebeu os artistas na manhã e tarde deste sábado (30/6)

Em Goiânia (GO) cumprindo agenda de shows por um festival local, os cantores Shawn Mendes e Nick Jonas foram flagrados neste sábado (30/6) na Bodytech Marista. Shawn, que já causou alvorço no aeroporto em sua chegada, não perdeu o pique, e esteve na academia logo pela manhã, por volta das 10h30. O artista praticou musculação e cardio.

Já Nick Jonas, um dos irmãos do extinto trio Jonas Brothers, foi até a Bodytech Marista no início da tarde, às 14h30. Animado, Nick compartilhou em suas redes sociais vários vídeos em que segura pesos, faz flexões, entre outros exercícios, aproveitando bem o espaço da academia. Ambos artistas estavam acompanhados de seguranças, e os fãs não puderam fazer selfies.


Página 1 / 3

Próximo »

Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.